UNIFOR-MG comemora Dia do Bibliotecário em programa de auditório

No dia 12 de março, Dia do Bibliotecário, alunos, egressos e professores do curso de Biblioteconomia do Centro Universitário de Formiga (UNIFOR-MG) participaram do Uniformação, programa de auditório produzido pela Instituição.

A atração contou com várias entrevistas e relatos de alguns convidados, como a coordenadora do curso de Biblioteconomia, Margarita Torres (CRB-6/1361); a bibliotecária do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (COREN-MG), Meissane Leão (CRB-6/2353); Virginia Vaz (CRB-6/1373), coordenadora da Biblioteca Ângela Vaz Leão; as alunas de Biblioteconomia, Maria Paula, Simone Ribeiro, Maria Aparecida Guimarães e Luiza Regina Lima; a coordenadora do Projeto Biblioteca Estação do Trabalhador, Regina Ribeiro (CRB-6/1362) e a professora do UNIFOR-MG, Drielle Nascimento.

Clique aqui e confira!

NOTA 2

O Conselho Regional de Biblioteconomia 6º Região (CRB-6) irá comemorar o Dia do Bibliotecário ao longo de todo ano de 2015. No mês de março, a data foi celebrada em Belo Horizonte na Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa. Já no Espírito Santo, o Dia do Bibliotecário contou com eventos na UFES, em Vitória. Confira!

Para abril, o CRB-6 promoverá a palestra O shopping, a biblioteca e a ética  ministrada pelo bibliotecário da Câmara dos Deputados, Cristian Santos, no dia 15, na UNIFOR-MG, em Formiga. No mesmo dia, haverá atendimento administrativo do Conselho para os bibliotecários da região.

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged , , , | Deixe um comentário

Memorial Minas Gerais Vale | Programação de 1 a 15 de abril

Memorial Minas Gerais Vale

Posted in Eventos | Tagged , | Deixe um comentário

Mais editoras aderem ao empréstimo de eBooks

Paulinas

No ano em que completa 100 anos produzindo livros com qualidade e investindo em projetos inovadores, Paulinas Editora acredita na força da leitura digital e disponibiliza seus títulos na biblioteca digital da Árvore. Referência em áreas como Ciências Humanas e Sociais, Ciências da Religião, Comunicação Social, Desenvolvimento Humano, Educação, Literatura e Literatura infantojuvenil, Qualidade de Vida, Saúde, Teologia, a editora recebeu diversas premiações, dentre elas sete Prêmios Jabuti.

O Grupo A, sediado em Porto Alegre e que reúne as editoras Artmed, Bookman, Penso, Artes Médicas e McGraw-Hill, acaba de firmar contrato com a Árvore. Em breve seus títulos estarão disponíveis na plataforma digital, nas áreas de Ciências Exatas, Sociais e Aplicadas, Biociências, Ciências Humanas e Educação Profissional e Tecnológica , para atender, principalmente, às demandas dos leitores universitários.

Fonte: Notícias da Árvore

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged , , , | Deixe um comentário

Palestra: Direito de acesso à informação às pessoas portadoras de deficiência auditiva

Direito de acesso à informação às pessoas portadoras de deficiência auditiva

Posted in Eventos | Tagged , | Deixe um comentário

Um novo acervo à disposição

O compositor Andersen Viana lança, amanhã em BH, uma biblioteca digital de música contida no site “Cinemusic”

Compositor. Andersen Viana frisa que o projeto da biblioteca digital de músicas contempla mais (Foto: Reprodução)

Compositor. Andersen Viana frisa que o projeto da biblioteca digital de músicas contempla mais (Foto: Reprodução)

Andersen Viana há cinco anos dedica-se ao trabalho de tornar disponível um grande arquivo sonoro batizado Biblioteca Digital de Música para cinema, vídeo e multimídia, que ele lançou no anfiteatro do Pátio Savassi. Com essa iniciativa, o músico, professor e compositor mineiro permitirá a qualquer um ouvir 230 faixas compostas por ele e tornará viável, aos interessados em produzir trilhas sonoras, a pesquisa de matéria-prima útil para esse tipo de criação, no site “Cinemusic”, que está no ar.

“O acesso é público, gratuito e universal para fruição. Utilizamos híbridas estéticas musicais, o que traz uma maior diversidade sonora. Qualquer pessoa pode entrar na página virtual da biblioteca e escutar as 230 faixas sem ter que pagar nada por isso. Caso alguém queira usar faixas de música, livremente de forma 100% legal, em projetos audiovisuais, de teatro, de dança, entre outros, há também essa possibilidade. Existe uma cessão de direitos específica para atender a isso”, esclarece Andersen Viana. Segundo ele, a iniciativa de tornar as faixas de música original livres para uso em projetos culturais, artísticos, corporativos, educativos e comerciais somente é possível porque ele detém os direitos autorais e conexos sobre os fonogramas.

De acordo com o músico, algumas peças apresentadas na plataforma já foram utilizadas em filmes nacionais e estrangeiros, a exemplo de “A Cartomante”, de Wagner de Assis e Pablo Uranga, e “Trem Fantasma”, de Craig Singer. Contudo, além dessas, há muitas outras composições pouco conhecidas.

“A maior parte do conteúdo é de música inédita e que nunca foi utilizada em qualquer trabalho, seja de cinema, de teatro ou de dança. Com isso, nós esperamos ter a oportunidade de mostrar ao público as variadas possibilidades estéticas nesse ramo, longe da mesmice imperante e das estéticas dominantes, que de modo algum contribuem para a diversidade”, sublinha Viana, que promoveu o projeto com o patrocínio da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte.

Percurso

Embora o artista esteja envolvido na organização do acervo desde 2010, o conjunto não reflete só um apanhado das criações nascidas nesses últimos anos. Ao acolher trabalhos concebidos desde a década de 1970, o músico vê, portanto, a biblioteca como uma espécie de síntese de sua trajetória. “Nós gravamos músicas escritas, por exemplo, em 1979. Então, eu acho que poderíamos entender esse projeto como o resultado de um processo criativo de uma vida inteira, ou pelo menos de 35 anos de atividades musicais ininterruptas”, sublinha Viana.

Antes de colocar em prática o objetivo que levou à construção do “Cinemusic”, ele conta que contribuiu em outras propostas semelhantes no exterior. Foi a partir dessas experiências que ele enxergou a necessidade de se preencher uma lacuna percebida no Brasil.

“A motivação para eu realizar isso aqui veio do trabalho que desenvolvi junto a outras bibliotecas digitais de música no Reino Unido e nos Estados Unidos, bem como de pesquisas realizadas na internet em sites de bibliotecas musicais de outros países, como Alemanha, Japão, França e Suíça. Depois disso, eu constatei a carência de algo nesse formato, e que fosse consistente, no Brasil, com amplo uso, artístico, cultural e mesmo comercial”, detalha Viana.

Se somadas todas as faixas disponíveis no sítio, ele observa ser possível gravar cerca de 18 CDs. Os gêneros variam e abarcam desde o clássico ao jazz. “Há algumas peças jazzísticas tradicionais como os ‘Quadros Musicais’ (1988) e os ‘Vocalijazzes’ (1987), até o experimentalismo ácido das ‘Sete Micropeças, para Theremin Solo’ (2014). Outras composições dividem-se em movimentos como nos casos da ‘Sinfonia 2 (Curral D’El Rey)’ e da ‘Sinfonia 3 (Terra Brasilis)’, esta última, gravada com a Moravska Filarmonie, na República Tcheca em 2002”, detalha.

Fonte: O Tempo | Carlos Andrei Siquara

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged , | Deixe um comentário

Fiocruz abre inscrições para 600 vagas em curso gratuito de especialização a distância

As inscrições foram prorrogadas e podem ser realizadas até o dia 24 de abril de 2015

Estão abertas até o dia 24 de abril de 2015 as inscrições para o curso gratuito a distância de ‘Especialização em Gestão de Redes de Atenção à Saúde’. A oferta é feita pela Coordenação de Educação a Distância (EAD/ENSP-Fiocruz) junto à Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz ENSP/FIOCRUZ.

O curso terá 432 horas de atividade a distância e mais 3 encontros presenciais, que juntos somam 72 horas de atividades. Neles, os estudantes realizarão provas, entrega de trabalho, entre outros. A presença nesses encontros é obrigatória e o custo com deslocamento e hospedagem é por conta do estudante.

Inscrições

Podem se inscrever pessoas que tenham graduação completa em instituição reconhecida pelo MEC e que tenham acesso a computador com internet, para poder realizar as atividades do curso. O candidato precisa dispor de 7 horas por semana para o estudo e ter interesse ou ligação com trabalho na área de saúde. Caso queira se inscrever, clique aqui e preencha a ficha.

Depois disso, é necessário enviar uma série de documentos para o endereço disponível no edital. Dentre eles, cópia do RG, do CPF, da certidão de casamento para quem é casado, foto 3×4 recente, entre outros.

A Fiocruz informa que embora o número de vagas seja de 600, caso haja muita procura, essa quantidade pode aumentar em até 20%, dando oportunidade para mais estudantes. A seleção será feita através da análise de currículo.

Encontros presenciais e início do curso

Ao todo, os selecionados precisarão ir a 3 encontros presenciais que poderão ser realizados nas seguintes cidades: Rio de Janeiro, Brasília ou Recife. A participação é obrigatória e chegar até a cidade escolhida é responsabilidade do estudante, bem como os gastos que venha a ter durante os encontros. O curso tem início previsto para junho.

Quem tiver interesse em cursos mais curtos, que sejam de extensão, pode se inscrever para concorrer a uma das 30 mil vagas disponibilizadas pela Universidade de São Paulo- USP. Totalmente gratuito e a distância. Clique aqui e saiba mais.

Fonte: Blastingnews

Posted in Cursos | Tagged | Deixe um comentário

E-volution: A biblioteca virtual da Elsevier ganha novo layout, funcionalidades e recursos

E-volution ElsevierLançada em 2012, o e-volution, biblioteca virtual da Elsevier, editora líder mundial em produtos de informação científica, técnica e médica, ganha novo layout, funcionalidades e recursos para garantir uma experiência completa de ensino e aprendizagem para alunos e professores, dentro e fora da sala da aula.

Trata-se de uma biblioteca inteira na palma da mão para estudar e consultar quando e onde for preciso com os consagrados conteúdos da Elsevier, que fazem a diferença nas instituições de ensino de todo o Brasil.

Além de mais de 600 obras conceituadas no mercado acadêmico e profissional, escritas por autores renomados em todo o mundo, o e-volution tem, agora, a mais moderna tecnologia em plataformas digitais. O amplo conteúdo multimídia da ferramenta inclui vídeos, animações, banco de imagens para download, testes com perguntas e respostas e muito mais.

Os usuários têm seu próprio caderno de estudos, com possibilidade de realçar o conteúdo, fazer anotações virtuais e marcações de página, além de compartilhar informações por e-mail e redes sociais. Além disso, o e-volution conta com aplicativo para acesso mobile e download ilimitado de e-books, que permite acesso a qualquer hora e em qualquer lugar.

De acordo com João Marcos Abreu, gerente de marketing da Elsevier, se resolveu fazer este investimento com o objetivo de tornar os conteúdos, hoje ofertados, cada vez mais visíveis e facilitar o acesso do aluno a um material didático consagrado e adotado na maioria das instituições de ensino.

“Identificamos que cada vez mais o consumo de conteúdo tem se tornado uma necessidade constante e o fato de o inserirmos através de uma plataforma online, facilita bastante a utilização dos usuários que podem interagir com a ferramenta de qualquer lugar, na hora em que desejarem”, garante João.

Para o gerente, o espaço físico nas instituições, ou seja, suas bibliotecas, estão cada vez menores, o que justifica a contratação da plataforma, pois esta garantiria atualizações constantes e redução considerável do espaço físico.

De acordo com a editora, além de fortalecer o aprendizado dos alunos, as universidades que utilizam plataformas como o e-volution são melhor avaliadas pelo MEC por democratizar o uso do acervo, provendo atendimento excelente aos estudantes, com grande variedade de títulos, conteúdo atualizado constantemente e total praticidade na consulta ao catálogo.

Como tática de divulgação do produtor, a Elsevier tem procurado atingir bibliotecários, coordenadores de cursos, professores e outros profissionais influenciadores e responsáveis por levar soluções digitais para as instituições de ensino.

Conforme João Marcos, “o pré-lançamento do novo e-volution aconteceu em novembro, no último SNBU. Além das ações no estande, a Elsevier ofereceu duas palestras apresentadas pela bibliotecária parceira Suely Clemente Soares – sócia proprietária da empresa Content Mind e bibliotecária aposentada da USP.

Segundo João, ainda este mês entrará no ar o novo site promocional, além de anúncios nos principais sites, links patrocinados da rede Google, redes sociais e veículos de comunicação do meio.

Indagado pela equipe da Revista Biblioo se existem bibliotecários envolvidos no projeto, o gerente respondeu que estes profissionais não trabalham diretamente no desenvolvimento, mas que a editora recebe o feedback dos que atuam em instituições de ensino que são clientes e que, a partir da demanda deles, o novo e-volution foi desenvolvido.

Fonte: Revista Biblioo

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Deixe um comentário

Pearson fecha postos de trabalho

O Sindicato dos Empregados em Editoras de Livros (SEEL) publicou comunicado em que denuncia a editora Pearson de estar desativando unidades e reduzindo drasticamente seu quadro de funcionários após fusões e incorporações sem aceitar negociar reaproveitamento ou transferências.

O comunicado é o seguinte:

“A editora Pearson foi incluída há algum tempo no ranking Global do Mercado Editorial. Segundo dados dos especialistas neste nicho, a editora fatura algo em torno US$ 4,4 trilhões no mundo. Um lucro e tanto, não é? Pois também é impactante o modo como a mesma empresa trata os seus funcionários aqui no Brasil. Infelizmente, o impacto ao qual nos referimos é negativo para o mundo do trabalho.

Em virtude da fusão com outros grupos editoriais, a Person já protagonizou, há alguns meses, um episódio de fechamento de uma unidade inteira em Ribeirão Preto, sem atribuir a menor importância ao seu quadro de funcionários, responsáveis pela manutenção do negócio.

Na semana passada, os trabalhadores da unidade no bairro do Limão foram surpreendidos com a mesma notícia de que aquela filial será fechada em maio deste ano. Todos os funcionários serão demitidos, incluindo os representantes da CIPA e um dirigente sindical. Isso mesmo, um dirigente cuja Constituição garante estabilidade no emprego. Mas a Pearson parece não se importar muito com direitos que não sejam os seus.

A direção do SEEL não pode ficar inerte diante de tamanha afronta aos direitos dos trabalhadores, e tomará as devidas providências para o caso, segundo o que nos assegura a legislação. O que nos intriga ainda mais é o fato de a empresa agir de modo arbitrário e nem abrir um canal de diálogo com o sindicato para que, juntos, pudéssemos pensar em alguma alternativa viável para preservar esses trabalhadores que se dedicaram ao negócio do livro.

É importante ressaltar que nos causou o estranhamento o fato de não ter havido sequer uma oferta de transferência de local de trabalho, considerando a existência da unidade Santa Marina, em São Paulo, ou na unidade de Campinas, o provável destino para aonde serão transferidas as operações da unidade que será fechada. Quantos empregos ainda serão sacrificados em detrimento das fusões em que só os empresários lucram?”

Fonte: SEEL

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged | Deixe um comentário

Curso de braile é oferecido em biblioteca pública de Uberlândia

Empréstimos de livros, periódicos e outros serviços estão disponíveis. Interessados no aprendizado devem procurar o local; curso é gratuito.

Usuários do espaço também podem fazer empréstimo de livros (Foto: Prefeitura de Uberlândia/Divulgação)

Usuários do espaço também podem fazer empréstimo de livros (Foto: Prefeitura de Uberlândia/Divulgação)

A Biblioteca Pública Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira, em Uberlândia, oferece na Sala Braille “Inhazinha Vilela”, um curso de alfabetização para deficientes visuais. Atualmente, cerca de 15 pessoas participam destas e de outras formações disponíveis no local. Os interessados no aprendizado, devem procurar o local e realizar a inscrição. Os curdsos são gratuitos.

A formação ensina a utilização do processo de escrita e leitura baseado em 64 símbolos em alto relevo, resultantes da combinação de seis pontos dispostos em duas colunas de três pontos cada. O método permite representação de letras, algarismos e sinais de pontuação com leitura feita ao toque de uma ou duas mãos ao mesmo tempo.

A informática também é ensinada com recursos como um software que permite que pessoas com a deficiência utilizem computadores no desempenho de uma série de tarefas, adquirindo mais independência nos estudos e trabalhos.

Os usuários da Sala Inhazinha Vilela podem ainda utilizar os serviços de empréstimos de livros e periódicos especializados, leituras a viva-voz, apoios pedagógicos em conteúdos escolares, desenvolvimento tátil e cursos de alfabetização para pessoas com baixa visão com o uso de letras grandes.

Serviço:
Biblioteca Pública Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira
Sala Braille Inhazinha Vilela
Praça Cícero Macedo – Fundinho
Teleonfe: (34) 3234-1600
De segunda à sexta-feira, exceto feriados, 8h15 às 18h45, e sábados, das 8h15 às 11h45, exceto feriados

Fonte: G1

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged , , | Deixe um comentário

Escola de Biblioteconomia da UNIRIO completa 100 anos de atividades

O curso de Biblioteconomia da UNIRIO completa 100 anos de atividades em 2015. Em função da data, a Escola de Biblioteconomia promove evento comemorativo no dia 9 de abril, a partir das 14h, no Auditório Vera Janacopulos. Haverá conferências, lançamento de edição especial da revista Chronos e apresentação do Coral do IBGE.

A professora do Instituto Warburg (Londres) Raphaële Mouren ministra às 14h45 a palestra Pour une histoire des bibliothécaires en France au XIXe siècle. A palestrante falará sobre o modelo francês da École des Chartes (Paris), que influenciou as primeiras décadas do curso de Biblioteconomia.

Em seguida, às 15h45, o professor Affonso Celso de Paula, diretor da Escola de Biblioteconomia entre 1991 e 1992, abordará a trajetória da unidade nesse período.

Por fim, às 16h20, a egressa do curso Hagar Espanha Gomes tratará da influência dos cursos da Biblioteca Nacional na biblioteconomia do Rio de Janeiro. Às 17h, haverá o lançamento da edição especial da revista Chronos, publicação cultural da Universidade, com o título 100 anos da Escola de Biblioteconomia da UNIRIO. Confira a programação completa.

O Auditório Vera Janacopulos se localiza na Av. Pasteur, 296, Urca.

Outras informações pelos telefones (21)2542-1656/1766.

Fonte: UNIRIO

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged | Deixe um comentário