A importância da leitura

Com as tecnologias disponíveis nos dias de hoje está cada dia mais difícil de impedir que as pessoas deixem a leitura dos livros de lado para se divertir na frente do computador ou do videogame tornando-se cada vez mais desinteressados pela leitura. A leitura é muito importante para o nosso desenvolvimento e aprendizado, pois é por meio dela que obtemos o conhecimentos, enriquecemos nosso vocabulário, melhoramos nosso raciocínio e nossa capacidade de interpretação entre outros benefícios.

Algumas pessoas dizem não ter tempo ou paciência para ler um livro, mas isso acontece pelo fato da pessoa não ter o hábito da leitura. Se a leitura fosse uma coisa rotineira na vida dessas pessoas não haveria a falta de paciência e nem de tempo, pois apreciar uma boa obra literária seria muito prazeroso. Quem teve o hábito da leitura desde pequeno, está muito mais preparado para os estudos, trabalho e para a vida.

Com a leitura podemos compreender e interpretar o que os outros dizem e escrevem, o que acaba nos diferenciando dos animais, pois beber, comer e dormir, até eles sabem. É a leitura que nos proporciona a capacidade de interpretação, por isso ela é tão essencial, seja em casa, na escola, ônibus, é muito importante, e devemos sempre ter tempo para repousar os nossos olhos sobre um bom livro.

Fonte: Vértice Books | Mariah Aparecida Alves do Nascimento

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Deixe um comentário

Mesa redonda: A mão do autor e a mente do editor

Roger Chartier

Posted in Eventos | Deixe um comentário

Voluntários leem para deficientes visuais em biblioteca pública de BH

NOTA4No setor de Braille da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, voluntários chamados de ledores encontram deficientes visuais que queiram ler livros ainda não disponíveis em modo adaptado (em áudio ou no alfabeto próprio, em alto relevo). A maior demanda é pelo conteúdo de provas de concursos públicos.

Diferentes grupos de estudos, como o de matemática, português e direito do trabalho, já foram criados. Não é preciso ser especialista em um tema para se tornar ledor. “Já tivemos voluntários adolescentes e também da terceira idade. O importante é ter compromisso”, explica Glicélio Ramos Silva, coordenador do setor.

As reuniões, em dupla ou grupo, são feitas sempre com hora marcada e, para agendar, é preciso comparecer pessoalmente à biblioteca e fazer uma carteirinha, que custa R$ 3,00 e fica pronta na hora. O espaço funciona de segunda a sexta, de 8h às 20h, e aos sábados, de 8h às 12h.

Reunião

 No dia 31 de outubro, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, em parceria com a Câmara Mineira do Livro e com a Mais Diferenças (SP), realizará uma reunião com editores, distribuidores e demais interessados para discutir o tema “Edição de Livros Acessíveis”.

Em 2014, a Biblioteca comemora 60 anos e pretende tornar-se modelo de acessibilidade para todas as bibliotecas do país, acreditando que esse é um assunto de extrema importância para a área. A reunião será feita na própria Luiz de Bessa, às 9h30.

Fonte: Catraca Livre.

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Deixe um comentário

Festa Literária de Cachoeira terá mesa dedicada à poesia baiana

Dois autores baianos vão representar gênero no evento dia 1º de novembro. Programação também terá discussões sobre processo de produção literária.

Ondjaki, Dênisson Padilha Filho, Roberval Pereyr e Florisvaldo Mattos participam da Flica (Foto: Montagem/G1)

Ondjaki, Dênisson Padilha Filho, Roberval Pereyr e Florisvaldo Mattos participam da Flica (Foto: Montagem/G1)

O penúltimo dia da 4ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), na Bahia, será dedicado à poesia baiana. As mesas do sábado, 1º de novembro, também serão palco de discussões sobre o processo de produção literária do escritor. Para compor o debate “A Nobreza dos Versos”, os escritores Roberval Pereyr e Florisvaldo Mattos pretendem mostrar a importância da poesia local e também a riqueza e pluralidade da criação artística brasileira. A mediação ficará por conta do ator Jackson Costa.

Já o angolano Ondjaki, prosador e também poeta, e o autor Dênisson Padilha Filho, natural de Salvador, vão compor a mesa “Entre Vielas e Assombros”, que tem o objetivo de abordar os processos e assombros que os respectivos escritores encontram nas próprias tramas. A jornalista e professora de Literatura Brasileira Ísis Moraes será responsável pela mediação do debate. A Flica começa no dia 29 de outubro e vai até o dia 2 de novembro, em Cachoeira, no recôncavo baiano.

Fonte: G1

Posted in Eventos | Deixe um comentário

‘Harry Potter’ é o livro mais marcante no Facebook

Livro 'Harry Potter e o Cálice de Fogo', de J.K. Rowling. (Foto: Divulgação)

Livro ‘Harry Potter e o Cálice de Fogo’, de J.K.
Rowling. (Foto: Divulgação)

Os títulos da saga Harry Potter, de J.K. Rowling, lideram a lista de livros que mais marcaram os usuários brasileiros do Facebook, após deixar o best-seller A culpa é das estrelas, de John Green, para trás. A lista foi elaborada pela rede social após uma brincadeira circular no site. Um usuário desafiava um amigo a enumerar dez livros que o marcaram. Há um mês, o Facebook compilou as sugestões feitas em inglês e elaborou uma lista dominada por atualizações feitas por norte-americanos em inglês. Os títulos da série Harry Potter também foram os mais citados. No top 20, o único brasileiro a aparecer é O alquimista, de Paulo Coelho, que ocupa a 20ª posição.

Fonte: G1

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged , | Deixe um comentário

Pesquisa mostra como estudantes usam smartphone para estudar

94,5% têm acesso à internet pelo celular e 58% usam os aparelhos antes da prova

Pesquisa realizada pela rede colaborativa para estudantes universitários Passei Direto traz levantamento sobre comportamento de estudantes em relação ao uso de smartphones. Segundo o estudo, 94,5% deles têm acesso à internet pelo celular, e somente 5,2% deles não possuem smartphone. A pesquisa apontou também que os jovens têm preferência pelo sistema Android, com 68% de usuários; em seguida vem o Iphone com 17%. A maioria, 64%, prefere acessar aplicativos pelo smartphone, e apenas 24,5% acessam sites também.

A enquete foi realizada entre junho e agosto deste ano com 2.143 universitários do norte ao sul do país. Os dados foram coletados pela SurveyMonkey, principal fornecedor mundial de soluções de questionário pela web e que permite análises estatísticas das respostas coletadas. De acordo com Rodrigo Salvador, gestor e criador da rede Passei Direto, o assunto é atual e relevante. “Decidimos fazer a pesquisa devido à importância que os celulares ganharam na vida das pessoas, por sua versatilidade como veículo de informação e interação coletiva. Além disso, faltam fontes de dados secundários sobre este tema”, explica.

A pesquisa confirmou que o uso da internet para estudar e a formação de grupos on-line para ajudar nas tarefas acadêmicas é um hábito consolidado entre os estudantes. 87% dos universitários afirmaram que fazem pesquisa on-line e 61,5% não fazem anotações das matérias em sala de aula. 22% estudam em grupo e 13% trocam informações por WhatsApp. Antes de uma prova, 58% acessam seus aparelhos inteligentes. Veja mais dados da pesquisa no infográfico abaixo.

Smartphone

A Passei Direto é uma rede social de estudos para universitários, que apresenta uma nova maneira de estudar. No ar há 1 ano, tem mais de 2 milhões de usuários de todas as universidades do Brasil. Por meio da rede, os usuários podem trocar dicas, compartilhar materiais de estudo, mensagens e oportunidades de estágios, além de tirar dúvidas e debater assuntos de todas as disciplinas, cursos e universidades.

Fonte: Correio Braziliense

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Deixe um comentário

Belo Horizonte recebe a Bienal do Livro de Minas

Bienal do Livro de Minas Gerais

Belo Horizonte recebe, entre os dias 14 e 23 de novembro, a Bienal do Livro de Minas, um dos principais eventos de literatura do estado. A feira ocorre no Expominas, no bairro Gameleira. Serão 160 estandes com várias atividades. Entre elas, o Café Literário, onde o público visitante pode participar de conversas com autores. O jornalista da Rede Globo e escritor Edney Silvestre é um dos convidados. Ele apresenta o livro Boa Noite a Todos, lançado no mês passado.

Os ingressos custam R$ 5 e R$ 10. Outras informações estão disponíveis na página no evento. A Bienal do Livro de Minas tem o apoio da TV Globo Minas.

Fonte: G1

Posted in Eventos | Tagged , , | Deixe um comentário

Ex-viciado vira o agente literário da vez

Bill CleggO agente literário americano Bill Clegg virou notícia há quatro anos ao publicar “O Retrato de um Viciado Quando Jovem’, livro em que relata seu envolvimento autodestrutivo com álcool e crack.

Hoje afastado dos vícios, Clegg vem chamando a atenção por uma nova e bem-sucedida empreitada nos EUA.

Há dois meses, abriu em Nova York sua própria agência, The Clegg Agency, e emplacou dois negócios milionários que agitaram o mercado editorial internacional.

Representados por Clegg, “Fates and Furies”, quarto livro de Lauren Groff, e “The Girls”, romance de estreia da jovem Emma Cline, foram disputados em leilões nos EUA por 11 e 12 editoras, respectivamente.

O primeiro foi vendido por mais de US$ 1 milhão (R$ 2,4 milhões) e o segundo, por US$ 2 milhões (R$ 4,8 mi), cifras elevadas no mercado de livros.

No Brasil, ambos foram adquiridos pela Intrínseca, por valor não divulgado.

Atencioso e sorridente, o agente literário mais badalado do momento deu entrevista à Folha em plena Feira do Livro de Frankfurt, na semana passada, enquanto promovia concorridos leilões internacionais dos dois títulos.

Ele disse que o primeiro grande evento editorial à frente de sua agência surpreendeu. “Não esperava me sentir tão animado fazendo o que faço há 20 anos, tampouco fechar tantos negócios na própria feira”, afirmou —graças aos contatos via internet, a cada ano a feira perde potencial como balcão de negócios.

Aos 44, Clegg é conhecido no mercado editorial pela simpatia e pelo bom gosto para a ficção literária. Ele não divulga a lista de clientes da Clegg Agency, mas cita ao menos dez nomes, a maioria de autores em início e meio de carreira ainda pouco conhecidos do grande público. Todos escrevem em inglês.

Além de Lauren Groff e Emma Cline, estão na lista o contista Daniyal Mueenuddin, o cineasta e autor John Waters, a autora Rivka Galchen, a poeta Mary Jo Bang, a contista Ottessa Moshfegh e David Levithan —este sim famoso por seus best-seller para jovens “Will & Will”, feito em parceria com John Green e publicado pela Record.

Há ainda Matthew Thomas e Akhil Sharma, dois que neste ano lançaram romances bem recebidos pela crítica de língua inglesa, “We Are Not Ourselves” e “Family Life”.

Não é a primeira vez que Clegg abre seu próprio negócio. No início dos anos 2000, ele fez uma sociedade com a agente Sarah Burnes, mas a desfez abruptamente depois de quatro anos, no auge de seu problema com drogas.

Depois de passar por uma clínica de reabilitação, Clegg ficou oito anos na WME (William Morris Endeavor), uma das maiores agências americanas de autores e artistas.

Ao deixar o emprego neste ano para abrir a Clegg Agency, levou consigo a maior parte dos autores que representava na WME, entre eles Bang, Groff e Sharma. “Eles demonstraram lealdade e crença no projeto”, diz.

Comparação

Não só o talento de Clegg mas também seu caráter personalista e o passado junkie rendem nos bastidores comparações com Andrew Wylie, um dos maiores agentes literários hoje, que representa Philip Roth, Norman Mailer e Italo Calvino, entre outros.

Clegg diz nunca ter ouvido a comparação e evita comentários. Ainda que não seja o novo Wylie, o fato é que seus autores ganham algo raro no mercado editorial: atenção.

“O nome dele já era uma chancela importante para obras literárias”, diz Otávio Marques da Costa, publisher do selo Companhia, da Companhia das Letras. “Mas, depois dos leilões recentes, todo mundo está de olho no que ele promove”, diz.

Há anos, Clegg é amigo de Luiz Schwarcz, editor da Companhia das Letras, que publicou os dois livros do agente no Brasil —além de “O Retrato…”, “Noventa Dias”.

A editora paulista disputou a compra dos direitos de publicação de “The Girls” no Brasil, mas nem as boas relações com Clegg evitaram que a Intrínseca fosse vencedora.

A Clegg Agency não interromperá a carreira do agente como escritor. Seu terceiro livro, “Did You Ever Have a Family”, sairá nos EUA em 2015 e já foi adquirido pela Companhia das Letras.

Com seus próprios livros agenciados pela WME, ele agora tem como meta aumentar rapidamente o número de autores de sua agência. “Há uma exigência cada vez maior por livros excelentes. Meu papel será encontrá-los e promovê-los. Mas só represento o que absolutamente amo. E não me apaixono com muita frequência”, diz

Fonte: Folha de S. Paulo

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Deixe um comentário

Em Viçosa, biblioteca da UFV tem novo horário por causa de racionamento

Medida válida para biblioteca central do campus vale a partir de sexta (24). Mudança será mantida durante período de estiagem e escassez de água.

A Biblioteca central do campus da Universidade Federal de Viçosa (UFV) passará a funcionar em horário diferenciado a partir desta sexta-feira (24). O motivo é o racionamento que ocorre na cidade. A mudança será mantida durante o período de estiagem e escassez no abastecimento. A unidade funcionará de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h e no sábado das 6h às 18h.

Fonte: G1 Zona da Mata

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Deixe um comentário

Educação infantil: site ajuda pais a escolherem melhor livro para seus filhos

Leitura

O contato com livros desde o início da vida ajuda a criar nas crianças o hábito da leitura. Os benefícios, quando elas começam a ler sozinhas, vão desde o estímulo à criatividade e à imaginação ao aumento do vocabulário e fixação da grafia correta das palavras.

E foi inspirado neste mundo de possibilidades que os livros geram, que um grupo se uniu na criação de um espaço virtual voltado inteiramente aos pais dos amantes mirins desta arte.

O site A Taba reúne estudiosos de literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias que indicam e resenham livros infantis. Além disso, há fóruns de discussão e um clube de leitores, onde todo mês livros previamente selecionados são enviados para os assinantes.

O espaço é cuidadoso em separar as indicações por tipos de leitores: iniciante, autônomo ou experiente. Os mais de 900 títulos indicados ajudam os pais e educadores a fazerem uma escolha de qualidade em meio à oferta massiva de publicações do gênero.

De acordo com A Taba, por ano, no Brasil, são lançados cerca de 3.000 títulos diferentes voltados para o público infantil e juvenil. “É na infância que se dá o primeiro contato com a linguagem literária. É preciso atentar para a qualidade daquilo que oferecemos às nossas crianças nessa iniciação ao universo literário”, define o site.

Fonte: Brasil.gov | CBN Foz

Posted in Artigos, matérias e entrevistas | Tagged , , | Deixe um comentário