190 anos de história

Biblioteca Pública Municipal de São João del-Rei é a mais antiga do Estado

A biblioteca pública mais antiga de Minas Gerais acabou de completar 190 anos de existência. Fundada em 15 de agosto de 1827, a Biblioteca Municipal Baptista Caetano d’Almeida, em São João del-Rei, possui mais de 28 mil volumes, entre os quais importantes registros históricos dos séculos XVIII e XIX.

(Foto: BCA/Divulgação)

Para a presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6), Mariza Martins Coelho (CRB-6/1637), a biblioteca tem papel fundamental no Estado. “Comemorar 190 anos de funcionamento é um orgulho e demonstra o quanto a cidade valoriza a informação, a leitura e a cultura. Temos que parabenizar todos os cidadãos são-joanenses, que mantêm viva e atuante uma instituição tão importante.”

A história

O Brasil ainda era uma nação recém-independente quando um dos membros da elite de São João del-Rei, o mecenas Baptista Caetano d’Almeida, começou a reunir esforços para criar a biblioteca pública, a imprensa e a sociedade literária locais.

A atual responsável pela biblioteca, Rosy Mara Oliveira (CRB-6/2083), destaca a atuação do mecenas. “Ele queria promover a transformação do país por meio da socialização do conhecimento. Tudo isso em uma época em que boa parte da população era composta por analfabetos e escravos.”

Baptista d’Almeida fez um pedido à corte em 1824 para construir a Livraria Pública de São João del-Rei, mas não obteve apoio financeiro para a manutenção e ampliação do acervo. Precisou esperar três anos até ver seu sonho concretizado. Em 15 de agosto de 1827, a Livraria era inaugurada em uma das salas da Santa Casa da Misericórdia. Ele foi o responsável por arcar com os custos e a manteve em funcionamento até 1936. Dois anos depois, d’Almeida faleceu, e o município assumiu a responsabilidade de manter a instituição.

Hoje, a biblioteca tem o nome de seu fundador, funciona em prédio próprio e conta com a ajuda da Sociedade de Amigos da Biblioteca (SAB) para atualizar o acervo. Metade dele já se encontra informatizado e os usuários podem fazer consultas e renovações on-line.

As comemorações

Para celebrar uma data tão importante, a instituição organizou uma programação especial entre os dias 22 e 25 de agosto. A cerimônia de abertura contou com uma apresentação do Conservatório Estadual de Música e da Banda Municipal de São João del-Rei, além de uma exposição de obras raras e da mostra “Mulheres em traços: uma seleta da exposição Batom, Lápis & TPM.”

Nos dias seguintes, foram realizados cursos de contação de histórias, apresentações musicais e noites de seresta na área externa da biblioteca. O evento terminou com o coquetel de lançamento do livro “Mulheres em traços”, da escritora são-joanense Camila Luiza Lelis.

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*