Ações são feitas para fazer do Brasil um país de leitores

Estimular a leitura em lugares tão diversos quanto estações de metrô e ônibus, fábricas, hospitais, asilos e presídios. Apoiar projetos em bibliotecas e pontos de leitura comunitários, além de conceder recursos para realização de eventos literários. São ações como essas que serão contempladas com os prêmios que a Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Ministério da Cultura (DLLLB / MinC) destinará por meio de dois editais.

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, defende a necessidade de se reconstruir a relação do brasileiro com o livro e a leitura. Para isso, a leitura tem que ser apresentada como algo prazeroso desde a infância. Além disso, os equipamentos culturais, como bibliotecas, têm de ser mais atraentes para captar a atenção e a presença do públicos de todas as idades. “É importante disponibilizar bibliotecas ativas com bom acervo e não aquela biblioteca passiva que fica esperando alguém chegar lá e pedir um livro. É a biblioteca ‘usina cultural’, que mobiliza, que promove, que estimula, que dá curso, que cria oficina”, exemplifica.

Para incentivar iniciativas que já colocam em prática esse desejo, o edital Todos por um Brasil de Leitores distribuirá R$ 2,4 milhões em prêmios em duas categorias. Serão 50 contemplados na categoria A, de “boas práticas e projetos inovadores em bibliotecas comunitárias/pontos de leitura que tenham registro no Cadastro Nacional de Bibliotecas”, e 30 prêmios na categoria B de “promoção da leitura em espaços não formais de leitura”.

A categoria A tem como objetivo atingir ações em andamento voltadas para a qualificação dos serviços oferecidos e que se constituam em efetivas soluções para o bom funcionamento e a sustentabilidade de bibliotecas comunitárias e pontos de leitura. A ideia é reconhecer, potencializar, difundir e promover a continuidade das atividades.

A categoria B tem como foco o estímulo à ampliação e o fortalecimento de práticas de leitura em ambientes diversos como aeroportos, asilos, associações comunitárias, centros comerciais, creches, empresas, estações de trem, metrô e ônibus, fábricas, hospitais, parques, postos de saúde, praças, presídios, sindicatos, dentre outros (excluindo bibliotecas, salas e pontos de leitura – que já contemplados na categoria A – e escolas).

Cidadãos brasileiros natos ou naturalizados maiores de 18 anos e entidades culturais privadas sem fins lucrativos com no mínimo três anos de experiência em projetos de incentivo à leitura podem se inscrever. Os projetos contemplados nos editais da DLLLB do ano passado não poderão participar.

Apoio a Feiras e Eventos Literários

Com o investimento de R$ 1,2 milhões, o edital de Apoio ao Circuito Nacional de Feiras e Eventos Literários prestará auxílio financeiro de, no mínimo, R$ 80mil e, no máximo, R$ 120 mil por feira ou evento apoiado.

O evento apoiado poderá complementar seus custos com outras fontes de recursos como leis de incentivo fiscal e outros programas e/ou apoios, desde que estas não incidam sobre os mesmos itens de despesas do orçamento proposto no projeto apresentado.

Podem participar instituições públicas da administração direta e indireta (estaduais e municipais) de natureza cultural; e instituições privadas sem fins lucrativos de natureza cultural que comprovem seu funcionamento regular, exercendo atividades culturais, nos últimos três anos.

Os requisitos para serem selecionados são ter no mínimo duas edições do mesmo evento ou feira realizadas; o evento inscrito deverá ser realizado exclusivamente no período de março de 2016 a fevereiro de 2017; e não tenha recebido apoio financeiro do MinC no âmbito do edital de Apoio ao Circuito de Feiras e Eventos Literários, edição 2014.

Os selecionados receberão o apoio por meio de repasse via convênio e o proponente deverá compor contrapartida obrigatória equivalente ao mínimo de 20% sobre o valor total do projeto inscrito. A contrapartida deverá ser somente financeira em caso de órgãos públicos. No caso de entidades privadas, a contrapartida poderá ser financeira ou em bens e serviços economicamente mensuráveis.

As inscrições para os dois editais deverão ser feitas pela internet no sistema do ministério, o SalicWeb (http://sistemas.cultura.gov.br/propostaweb/) até o próximo dia 26 de outubro.

Fonte: Ministério da Cultura | Aqui Acontece

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*