Ajude a valorizar as bibliotecas escolares

Para que o projeto se torne realidade, o CRB-6 precisa da sua contribuição

O Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6) quer colocar em prática o projeto “A biblioteca que queremos em nossas escolas”, que pretende construir uma biblioteca modelo no 35º Congresso Mineiro de Municípios, que será promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM) no primeiro semestre de 2018. Para isso, precisamos da sua ajuda.


(Imagem: Freepik)

Uma proposta de patrocínio está sendo enviada para diversas empresas, para viabilizar a criação do espaço. Então, se você conhece alguém que pode se interessar em vincular sua marca ao projeto, peça para entrar em contato com o Conselho pelos telefones (31) 3222-4087 | 3224-8355 e 3213-5644 ou pelo e-mail crb6@crb6.org.br. Contamos com a sua ajuda!

Por que investir?

As bibliotecas precisam ser mais do que espaços para empréstimo de livros. Elas devem ser locais de aprendizagem, laboratórios que estimulam ideias e conexões entre os saberes. O Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6) defende essa ideia e realiza várias ações para promover a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino e a valorização do profissional de Biblioteconomia, conforme estabelece a Lei nº 12.244/2010.

Como o congresso reúne autoridades e políticos para discutir assuntos ligados à administração pública, é uma ótima oportunidade para mostrar a importância desses espaços e quais parâmetros as prefeituras devem seguir para construir boas bibliotecas em seus municípios.

A presidente do CRB-6, Mariza Martins Coelho (CRB-6/1637) destaca a exposição que os patrocinadores terão durante o evento. “Estarão presentes prefeitos e secretários de educação e de cultura, que são responsáveis pela implantação de bibliotecas em suas cidades. As marcas terão contato direto com representantes da maioria dos 853 municípios mineiros.”

Vale lembrar que a Lei nº 12.244/2010 entra em vigor em 2020 e, a partir dessa data, todas as escolas deverão possuir uma biblioteca com pelo menos um título no acervo para cada aluno matriculado. Hoje, apenas 29% das escolas públicas se encontram nessa condição, o que é um grande desafio para o poder público.

Como será o espaço?

Os participantes do congresso poderão visualizar como seria o espaço nas escolas, com ambientes modernos, dinâmicos e inspiradores para os jovens. O modelo também contará com um sistema para automação do catálogo, para mostrar como a tecnologia atua em favor da Biblioteconomia. O projeto seguirá todos os padrões estabelecidos pelo Grupo de Estudos em Biblioteca Escolar (Gebe), que podem ser consultados aqui e aqui.

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*