Biblioteca Nacional alcança 170 mil seguidores no Facebook

A segunda semana de julho deste ano será um marco na gestão da comunicação da Biblioteca Nacional com o público. No dia 13 de julho o Facebook da Biblioteca Nacional atingiu a marca de 170 mil seguidores. O número coloca a Biblioteca Nacional entre as maiores do mundo nas redes sociais. As publicações são diárias e geralmente estão relacionadas a serviços oferecidos ao público, eventos e curiosidades do acervo.

Fundação Biblioteca NacionalAs redes sociais se transformaram em um dos mais importantes canais de contato entre o público e a instituição. Além de viabilizar a divulgação de mensagens informativas sobre a Biblioteca Nacional para um público amplo, a presença da Biblioteca Nacional no Facebook e no Twitter também funciona como canal de feedback, permitindo que os internautas façam perguntas e tirem suas dúvidas diretamente. Nos últimos 12 meses, foram publicadas mais de 900 respostas para perguntas encaminhadas sobre os mais diversos temas.

No Facebook, as mulheres representam a maioria dos seguidores com 61% e as publicações são compartilhadas por internautas em mais de 40 países. Além do próprio Brasil, os destaques são Portugal, Argentina, Espanha, Itália, Estados Unidos e Suíça, chegando também em países como Angola, Timor Leste, Romênia, Tunísia e Eslovênia. Somente no último mês, as publicações no Facebook alcançaram mais de 300 mil pessoas em todo o mundo.

Os 170 mil seguidores colocam a Fundação Biblioteca Nacional entre as bibliotecas com maior número de seguidores no Facebook, concorrendo com instituições como a Biblioteca do Congresso Americano (cerca de 240 mil) e a Biblioteca Pública de Nova Iorque (pouco mais de 215 mil).

A FBN também se destaca no Twitter e no Blog, com mais de 92 mil seguidores, além das publicações regulares no site oficial que alcança milhares de leitores no Brasil e no exterior.

A presença da FBN na internet é reforçada com a disponibilização de mais de 1,4 milhões de documentos, fotos, obras e mapas digitalizados e acessíveis na BNDigital que geraram só no mês de junho mais de 2,2 milhões de visualizações.

Fonte: Fundação Biblioteca Nacional

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*