Biblioteca Pública de BH guarda livros raros e inspira bordadeiras

O acervo abriga obras centenárias que ganharam adornos artesanais nas mãos de voluntárias.

Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa (Foto: Divulgação)

Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa (Foto: Divulgação)

Em uma sala da Biblioteca Pública Estadual Luis de Bessa em Belo Horizonte estão guardados livros antigos, centenários, difíceis de serem encontrados no Brasil.

“Essas coleções especiais fazem parte do nosso acervo e o que temos aqui são livros raros. Elas começam desde o século XV, em 1493, e nós temos aqui livros antigos, livros raros, que não são publicados mais. Livros de rara beleza, com douramentos, gravuras, então é uma série que vale a pena as pessoas conhecerem”, disse coordenadora das coleções especiais Eliani Gladyr.

Os assuntos dos livros da coleção Rita Adelaide são variados como literatura, história e religião.

>> Assista ao vídeo

Uma das publicações é de 1877. Ela traz nas páginas versículos que estão no primeiro capítulo do evangelho de Lucas traduzidos em 150 idiomas. Alguns, segundo a bibliotecária, nem existem mais. Os textos são emoldurados por ilustrações detalhadas que representam a cultura do povo homenageado na transcrição.

Toda essa raridade faz parte do acervo da biblioteca desde o início dos anos 2000. Desde então todo esse conhecimento está aberto à visitação. Um grupo de mulheres teve uma ideia de  compartilhar um pouco dessa riqueza de uma outra forma, através do bordado.

O primeiro livro a ser adornado foi uma bíblia em alemão, do ano de 1851. A publicação em capa de couro e detalhes em metal traz nas páginas desenhos do pintor Friedrick Overbeck. Sob as mãos das bordadeiras as figuras em preto e branco ganharam cor, como o momento em que Maria recebe a notícia do anjo Gabriel de que seria mãe de Jesus.

“A gente fica bem emocionado porque pelas mãos da gente fazer uma coisa tão preciosa, levar essa delicadeza do bordado para o livro, foi bem emocionante”, disse a bordadeira Rosa Maria Gonçalves Marques.

O segundo livro bordado foi o espanhol Obras Completas de Teresa de Ávila, uma reunião dos textos da freira carmelita, que viveu entre 1515 e 1582, mas que foi publicado cerca de 400 anos mais tarde, em 1951.

As bordadeiras são voluntárias que fazem parte de um grupo do Sesc. Elas já bordaram outros livros que também foram tema da exposição Alinhavos da Vida, em julho deste ano, na biblioteca.

Atendimento:
Segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.
Praça da Liberdade, 21, 2º andar – Funcionários
Belo Horizonte – MG – CEP: 30140-010

Fonte: Rede Globo

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*