Bibliotecária mineira relata experiência no INELI  

Em junho deste ano, informamos  que a Biblioteca Luiz de Bessa havia sido selecionada para participar da International Network of Emerging Library Innovators (INELI), rede que articulou bibliotecários de oito países da América Latina (Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, México e Paraguai), além de Espanha e Portugal.

Cleide Fernandes (CRB-6/2334), bibliotecária da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, foi a representante de Minas Gerais no INELI Iberoamérica 2015. Ela nos enviou um relato de como foi a sua experiência durante os quatro dias de encontro no Centro de Desarrollo Sociocultural e na Casa del Lector, da Fundación Germán Sánchez Ruiperez.

NOTA 5

INELI Iberoamérica 2015

Em junho, teve início em Madri, o INELI Iberoamérica 2015 (International Network of Emerging Library Innovators), uma jornada rumo ao conhecimento para 30 bibliotecários. O INELI é um programa realizado pelo Centro Regional para el Fomento del Libro en América Latina y el Caribe (CERLALC), em associação com a Fundación Germán Sánchez Ruipérez, financiado com recursos da Bill & Melinda Gates Foundation. Serão dois anos de formação para profissionais que atuam em bibliotecas públicas. No Brasil, foram selecionados quatro representantes dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraíba, além do Distrito Federal.

Durante quatro dias de encontro no Centro de Desarrollo Sociocultural e na Casa del Lector, da Fundación Germán Sánchez Ruiperez, fomos incentivados a nos conhecer e a dar início à criação de uma rede de compartilhamento de experiências bem sucedidas.

Merece destaque a conferência do professor Antonio Basanta, diretor geral da Fundación Germán Sánchez Ruipérez, que discorreu sobre os significados do verbo “ler” e a importância das bibliotecas, que, com seus esforços para incentivar a leitura, transformam as comunidades em que estão inseridas. “Ler é ao mesmo tempo, criar, transformar, selecionar, interpretar… Ler é uma forma de ser e estar na vida”.

Discutimos com Natalia Arroyo como utilizar as redes sociais para promover os serviços das bibliotecas e interagir com os leitores. As novas tecnologias são muito importantes, mas o “epicentro das bibliotecas é o leitor” e é por ele que precisamos “compartilhar, inovar, crescer e reinventar”, segundo Milagros del Corral, Presidenta del Expert Advisory Board en Proyecto SUCCEED Comisión Europea e Asesora de Organismos Internacionales (UNESCO, ITU, Catedra Vargas Llosa).

Através de palestras e trabalhos em grupo, fomos construindo a biblioteca dos nossos sonhos e desenhando o perfil do profissional ideal para atuar nesses espaços.

Na bagagem, trouxe quase 40 novos amigos, alguns livros, muitas referências bibliográficas, perguntas, inquietações e uma certeza: “Juntos somos mais”. E é criando redes e compartilhando que sigo construindo na Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa a minha biblioteca dos sonhos.

Todos os integrantes do INELI Iberoamericano

Todos os integrantes do INELI Iberoamericano

Representantes brasileiros do INELI

Representantes brasileiros do INELI

Grupo de trabalho discute Advocacy nas bibliotecas públicas

Grupo de trabalho discute Advocacy nas bibliotecas públicas

Cleide Fernandes
Bibliotecária, representante de Minas Gerais no INELI Iberoamérica 2015

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*