Conheça Lençóis Paulista, a cidade do livro

Nome da cidade teve origem no leito do rio que era semelhante a lençóis ao vento

Cidade Lençóis Paulista também conhecida como Cidade do Livro (Foto: Divulgação)

Cidade Lençóis Paulista também conhecida como Cidade do Livro (Foto: Divulgação)

Fundada em 28 de abril de 1858, a cidade de Lençóis Paulista comemora este ano seu 158º aniversário. Com seus pouco mais de 65 mil habitantes, a cidade é banhada pelo rio Lençóis, o manancial mais importante para o abastecimento da população, que também deu origem ao nome da cidade porque a água do rio refletida era semelhante aos lençóis ao vento. Hoje, Lençóis Paulista também é conhecida como a cidade do livro.

O título veio com o acervo da Biblioteca Municipal Orígenes Lessa, que é o maior do interior paulista. Na coletânea há livros em Braile, audiolivros, obras raras autografadas, publicações e obras originais de Orígenes Lessa, patrono da Biblioteca, cidadão lençoense e membro da Academia Brasileira de Letras.

Há também o Museu Literário dentro da biblioteca. Devido ao seu rico conteúdo histórico literário e seu acervo ser maior que o próprio número de habitantes, Lençóis foi instituída por meio de um Decreto Municipal como a “Cidade do Livro”.

Atrações

Lençóis Paulista tem muito mais a oferecer aos visitantes. O antigo Hotel Municipal, que hoje abriga a parte cultural do município, se tornou um dos cartões postais da cidade.

Já a Igreja Matriz se destaca como parada de fé. Ela conserva no seu interior a imagem sacra de Pietá esculpida em madeira. A santa dá o nome à matriz: Santuário Nossa Senhora da Piedade.

Para os amantes de bebida, a cidade tem a cachaçaria centenária do Engenho São Luiz e aos degustadores de vinho, Lençóis reserva um passeio peculiar. Os produtores descendentes de italianos ainda preservam a tradição da plantação e produção de vinho artesanal. Também é possível visitar adegas com os tonéis de vinhos e conhecer todo o processo de elaboração da bebida.

Como chegar

A cidade fica a aproximadamente 300 km da Capital, localizada na esquina de duas rodovias na região centro-oeste do Estado de São Paulo. O acesso pode ser feito pela SP-300 (Marechal Rondon) e SP-261 (Osni Mateus).

Fonte: Portal do Governo do Estado

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*