Dez faculdades do ES entram na lista do MEC como as piores do Brasil

Os cursos que recebem notas 1 ou 2 são considerados ruins, e o mau desempenho pode gerar punições a instituição de ensino

Dez faculdades do ES entram na lista do MEC como as piores do Brasil (Foto: Reprodução)

Dez faculdades do ES entram na lista do MEC como as piores do Brasil (Foto: Reprodução)

Dez instituições de ensino superior do Espírito Santo foram avaliadas como insatisfatórias pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), do Ministério da Educação (MEC). O levantamento, feito em 2015, teve os resultados divulgados no começo desse mês. Das 2.109 instituições do Brasil avaliadas, 313 – sendo 10 capixabas – tiveram pelo menos um curso considerado de má qualidade.

Veja aqui a lista completa das instituições de ensino

A qualidade do ensino superior no Brasil é calculada com base no Índice Geral de Cursos (IGC), com notas que vão de 1 a 5. Os cursos que recebem notas 1 ou 2 são considerados ruins, e o mau desempenho pode gerar punições a instituição de ensino. Uma das penalidades, por exemplo, pode ser a proibição de novos vestibulares até que medidas para a melhora de desempenho sejam postas em prática.

O IGC leva em consideração quesitos como nota no Enade, corpo docente, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos. A avaliação divulgada esse mês, referente a dados coletados em 2015, foi feita nos seguintes cursos: administração, administração pública, ciências contábeis, ciências econômicas, design, direito, jornalismo, psicologia, publicidade e propaganda, relações internacionais, secretariado executivo, tecnologia em comércio exterior,tecnologia em design de interiores, tecnologia em design de moda, tecnologia em design gráfico, tecnologia em gastronomia, tecnologia em gestão comercial, tecnologia em gestão de qualidade, tecnologia em gestão de recursos humanos, tecnologia em gestão financeira, tecnologia em gestão pública, tecnologia em logística, tecnologia em marketing, tecnologia em processos gerenciais, teologia e turismo.

Faculdades capixabas com mau desempenho:

1 – FACULDADE CANDIDO MENDES DE VITÓRIA – Nota 1

2 – FACULDADE DE CIÊNCIA E EDUCAÇÃO DO CAPARAÓ – FACEC – Nota 2

3 – FACULDADE DE CARIACICA – Nota 2

4 – FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS DE VIANA – FESAV – Nota 2

5 – FACULDADE DE EDUCAÇÃO – ISECUB – Nota 2

6 – INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR BLAURO CARDOSO DE MATTOS – FASERRA – Nota 2

7 – INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ATENEU – ISEAT – Nota 2

8 – FACULDADE DE DIREITO DE CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM – FDCI – Nota 2

9 – FACULDADE NACIONAL – FINAC – Nota 2

10 – FACULDADE DE MÚSICA DO ESPÍRITO SANTO – FAMES – Nota 2

O outro lado

A reportagem entrou em contato com todas as faculdades citadas, e aguarda posicionamento das instituições. Até as 19 horas, somente a Fames havia enviado nota. Veja na íntegra:

A Fames informa que obteve, na última avaliação realizada pelo Inep/MEC, a 42ª colocação dentre os 89 cursos de música avaliados em todo o território nacional, e a 40ª colocação na prova do ENADE. A Fames tem praticado, periodicamente, a Avaliação Institucional Interna, por meio de sua Comissão Própria de Avaliação, e os cursos têm sido bem avaliados pelos alunos, no que diz respeito aos projetos pedagógicos e não tem medido esforços para melhorar a qualidade de seu ensino de graduação e a sua infraestrutura, inclusive com o investimento de cerca de R$ 500.000,00 em obras até o fim do ano“.

Fonte: Gazeta Online

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*