Editoras se especializam em biografias de pessoas comuns

BiografiaVocê acha que precisa ser famoso ou ter realizado algum feito incrível para a sua vida virar um livro? Nada disso. Para ter uma obra que conte a sua história, basta querer – e ter dinheiro para pagar por ela. A biografia também pode ser encomendada como um presente para alguém em uma data especial ou, ainda, uma homenagem póstuma. Essa é a proposta de algumas empresas que se especializaram em registrar a vida de anônimos.

É o caso das companhias Biografa e Memoriall, que se uniram com o intuito de elaborar biografias de pessoas desconhecidas. O serviço é feito sob encomenda, e você recebe a biografia em casa. “É um produto de luxo”, descreve Clarisse Trindade Laender, diretora de conteúdo da Biografa. Pelo site da Memoriall, é possível adquirir o serviço e, a partir daí, trabalhar junto com as empresas. O cliente envia todo o conteúdo do livro: a sua história e quaisquer imagens que queira colocar, como fotos de família ou lembranças de dias especiais, e as empresas editam o material.

Depois do envio das informações, o texto e as imagens são organizados e revisados pelas empresas. “O suporte é dado em termos de redação, orientação de formato e de como rechear o livro”, explica Clarisse. O auxílio é necessário porque quem escreve nem sempre tem noções de literatura ou escrita. “As pessoas escrevem uma vida e às vezes dá uma página, por isso, nos procuram para ampliar”, comenta.

Em um prazo médio de 70 dias após a contratação do serviço, o cliente recebe a biografia em casa. Os preços variam entre R$ 7.130, para a elaboração de 100 exemplares em capa flexível e R$ 16.500, para 300 exemplares de capa dura em formato A4. Clarisse lembra que, normalmente, os livros têm 80 páginas. “Na nossa experiência, esse é o formato padrão. Costuma ser o volume que qualquer pessoa consegue preencher. Se escreve cerca de vinte laudas e ainda há as fotos. Todo o processo é orientado por nós”. A parceria entre as duas empresas é recente, e embora não haja dados consolidados, a estimativa é que sejam entregues de 20 a 30 livros por mês. Duas pessoas ficam diretamente envolvidas com cada livro, uma para tratar o texto e outra para o design e a diagramação.

“A maioria das pessoas quer homenagear os pais, mas também temos muitos livros de casais. Em casos póstumos, as pessoas que ficam e encomendam sabem que a vida não pode se apagar, tem que ficar eternizada de alguma forma, até para as gerações que ainda não nasceram”, diz Clarisse. “O livro é um símbolo da eternidade, querem levar como levávamos os álbuns de foto. Mais do que um álbum, há um conteúdo por trás”, acrescenta.

“Temos dois clientes que estão elaborando a sua própria biografia neste momento, mas os nossos clientes variam. Pessoas de muita idade, que já organizaram funeral, lápide, querem viver esse momento de forma mais leve também contratam o serviço”, de acordo com Clarisse.

Todos têm uma história interessante

Para a jornalista Josiane Duarte, “se você encontrar alguém na rua e perguntar a história da vida dela, vai dar uma história interessante”. Ela é fundadora da Memorabília, editora que elabora biografias de anônimos. São “biografias de não celebridades, pessoas comuns, matriarcas e patriarcas, histórias de famílias, empresários.”

Com a experiência do jornalismo, Josiane busca as informações com os clientes. “Muitas pessoas têm histórias boas para contar e nunca imaginaram que poderiam virar um livro”, afirma. Para quem quer ter a história imortalizada, basta contratar a editora. Após uma reunião, o cliente passa os contatos de quem será entrevistado. “Essa pessoa se torna meu parceiro na produção do livro. Faço entrevistas com o biografado e com os indicados pela família e, depois, escrevo o texto”, conta.

Com o conteúdo pronto, um designer cuida do visual e da diagramação do livro. Uma prévia do livro é levada ao biografado para avaliação. “Ele palpita, sugere mudanças e só depois da autorização dele o livro vai para a gráfica. Todas as biografias que faço são autorizadas, para garantir que o produto saia exatamente da maneira que o biografado quer”, assegura.

Entre início do trabalho e a entrega da biografia, são cerca de sete meses. O preço também pode variar. Como é a própria Josiane que entrevista as pessoas onde elas estiverem, as despesas de viagem são contabilizadas, caso seja necessário. Ela garante que cada cliente acaba tendo um orçamento personalizado conforme a necessidade. Normalmente, os preços ficam entre R$ 25 mil e R$ 30 mil. “Hoje em dia é tudo muito volátil, tudo é internet, rápido e instantâneo. Vejo a oportunidade de valorização do livro, porque é algo que fica. A história fica marcada”, Josiane opina.

Desde o início da editora, em 2011, sete biografias foram lançadas. Entre elas uma destoa do restante: a história da nada anônima ex-Globeleza Valéria Valenssa. O livro foi lançado no carnaval deste ano, e Josiane o assina em parceria com Laura Bergallo. Apesar disso, os demais livros foram baseados em desconhecidos do grande público. Dessas, ela lembra com carinho da biografia de José Braz, prefeito de Muriaé, cidade de Minas Gerais.

“Hoje, ele é um dos homens mais ricos de Minas Gerais, mas começou como caminhoneiro. Também me marcou muito a biografia da Iracema Pacífico, uma das médicas mais bem conceituadas do Rio de Janeiro. Ela nasceu pobre, na miséria, no interior do nordeste, passou fome, chegou só com o diploma e se transformou numa das médicas mais conceituadas do Rio”, conta, satisfeita com a escolha de trabalhar com anônimos – antes, a jornalista era repórter e editora em uma revista de celebridades.

Fonte: Terra

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*