Entrevista: Igor Quintal, aprovado em primeiro lugar no concurso das Forças Armadas

O sonho do bibliotecário Igor Rezende Quintal (CRB-6/2881) sempre foi o de trabalhar nas Forças Armadas. Nascido em Belo Horizonte e casado com uma gaúcha de Canoas, ele ainda comemora o nascimento da primeira filha, Catarina, que completou oito meses na semana passada. Pensando no futuro da família e com o intuito de realizar o desejo da esposa de retornar à terra natal, Igor optou por trabalhar em Canoas e já está de malas prontas para se mudar, após ter sido aprovado em primeiro lugar em um concurso promovido pela instituição.

Igor nos contou um pouco mais da sua história e rotina. Confira!

Você é “concurseiro” nato?

Não. Meu objetivo sempre foi entrar nas Forças Armadas. É um desejo de infância e não tem relação com a questão salarial. Para ser sincero, o salário será inferior ao que recebo em meu atual emprego.

Desde 2011 eu vinha tentando. Naquele ano, ainda havia prova e fiquei em quinto lugar. Depois disso, a avaliação passou a ser apenas de títulos. Tentei novamente em 2013, quando alcancei a segunda colocação. Agora, em 2015, na minha terceira tentativa, consegui ser aprovado em primeiro lugar para a cidade que escolhi, que é Canoas (RS).

Que formação você tem?

Concluí a graduação em Biblioteconomia em 2009. Em 2011, iniciei uma especialização em Gestão Estratégica da Informação, completada no segundo semestre de 2012. Em 2013, já iniciei meu mestrado, concluído no ano passado, e meu tema de dissertação foi “Potencial para inteligência competitiva em bibliotecas de instituições de ensino privado: um estudo de caso do Sistema Batista Mineiro de Educação”. Toda a minha vida acadêmica foi trilhada na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Qual a sua trajetória profissional?

Assim que me graduei, comecei a trabalhar no Sistema Batista Mineiro de Educação. Entrei em 2009, como bibliotecário. Depois disso, assumi a coordenação de vários setores – em 2010, da biblioteca; em 2011, do Centro de História e Memória; em 2012, do Arquivo Central; em 2013, da revisão de textos e, em 2014, da Retrografia, laboratório de informática e tecnologia da informação.

Encerro minha trajetória no Sistema Batista Mineiro de Educação acumulando a coordenação de sete setores, que empregam ao todo 40 pessoas.

Você também ministrou palestras

Fui convidado duas vezes pelo CRB-6 para palestrar, sempre durante a Semana do Bibliotecário. A primeira oportunidade foi em 2011, quando falei sobre o mercado profissional da Biblioteconomia para um público composto por alunos, professores e profissionais da área, na Escola de Ciência da Informação da UFMG.

em março deste ano estive em Vitória, quando falei sobre os desafios e as possibilidades de atuação do profissional no atual mercado de trabalho. A apresentação foi realizada na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e contou com a presença de cerca de 150 estudantes de Biblioteconomia da Ufes e profissionais da área .

NOTA 3 - IgorRezendeQuintal
Igor Rezende Quintal, aprovado em primeiro lugar no concurso das Forças Armadas

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*