Escritora Paula Pimenta recebe homenagem da ALMG

Sucesso entre adolescentes, autora supera a marca de um milhão de livros vendidos e anuncia filmagem de suas obras.

Autora recebeu diploma do voto de congratulações (Foto: Raíla Melo)

Autora recebeu diploma do voto de congratulações (Foto: Raíla Melo)

A escritora mineira Paula Pimenta, um fenômeno editorial com mais de um milhão de livros vendidos, sobretudo para o público adolescente, foi homenageada, nesta quarta-feira (20/04/2016), pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Durante reunião da Comissão de Cultura, a autora recebeu o diploma de voto de congratulações, a requerimento da deputada Ione Pinheiro (DEM). “Paula é amada pelos jovens”, afirmou a parlamentar para uma plateia cheia de fãs da escritora.

Paula nasceu em Belo Horizonte, e a cidade é o ambiente para suas histórias. “Hoje recebo mensagens dos adolescentes dizendo que querem vir a BH para conhecer a cidade da Fani”, afirma, referindo-se a uma de suas personagens. Formada em Publicidade, a autora estreou em 2001 com o livro de poemas Confissão. Em 2008 iniciou sua série de maior sucesso: Fazendo meu filme. Em 2012 foi listada pela Revista Época como um dos cem brasileiros mais influentes. Agora, prepara-se para vender os direitos de todas as obras para uma produtora de filmes.

Ione Pinheiro salientou a importância do ambiente favorável à leitura, proporcionado pelos pais. A mãe de Paula, Maria Eugênia Rondas Pimenta, fez um relato emocionado das muitas leituras que tinha que fazer para a filha durante a infância. “Às vezes, de propósito, eu pulava um quadrinho, mas ela percebia, mesmo sem saber ler”, lembrou. “Meus pais nunca me negaram livros. Podiam me negar brinquedos, mas não livros. A escola foi muito importante para mim, mas meus pais me deram o exemplo”, confirmou a escritora. O pai de Paula, Itamar, e sua avó, Mary de Magalhães, também compuseram a mesa da reunião.

Hoje, Paula se diz feliz por despertar esse desejo de leitura em muito jovens. “Fico feliz quando os pais relatam que eu consegui tirar os adolescentes da internet. Que eles começaram a ler meus livros e passaram a ler de tudo”, afirma. “Esta é uma homenagem justa. A leitura tem que ser despertada nos jovens. Ela nos ajuda a entender o mundo no qual vivemos”, enfatizou também o deputado Wander Borges (PSB), que presidiu a reunião. Ele lamentou que os adolescentes estejam mais conectados hoje em aplicativos de celulares.

Rejane Dias, diretora do Grupo Autêntica, que atualmente edita as obras de Paula, frisou que a marca de um milhão de livros vendidos foi atingida apenas nessa parceria. Mas Paula já teve outros editores. “É um acontecimento raro no Brasil que essa marca seja atingida em menos de oito anos. E é interessante que a maior autora brasileira de livros juvenis da atualidade seja mineira e more em Belo Horizonte”, afirmou, lembrando que a Capital mineira ainda é vista por muitos como sendo “fora do eixo”.

Muitos adolescentes acompanharam a reunião, entre os quais estudantes da rede pública de Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Ao final, Paula respondeu às perguntas de vários deles, que queriam saber de tudo: se os personagens são reais, quem são seus escritores de referência e até se ela poderia fazer uma visita à escola. Também foi homenageada por alunas do Colégio Santo Agostinho, que a presentearam com uma camiseta do “fã-clube”. A reação de Maria Luiza Gomes, de 11 anos, deu o tom do sucesso da autora: “Não acredito que ela me abraçou”, comemorava a adolescente logo após a homenagem.

Fonte: ALMG

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*