Espaço voltado para comunidade negra é inaugurado em Uberaba

Diversas atividades serão realizadas no ‘Afroespaço’, no Bairro Abadia.

Agnes Maria, uma das idealizadoras do projeto, explica como funciona o Afroespaço (Foto: Reprodução/TV Integração)

Agnes Maria, uma das idealizadoras do projeto, explica como funciona o Afroespaço (Foto: Reprodução/TV Integração)

O “Coletivo AFROntar-se”, grupo organizado em Uberaba para ser uma referência da identidade étnico-racial africana, no contexto histórico e prático, ganhou uma nova sede na sexta-feira (4). O “Afroespaço”, que fica na Rua Guia Lopes, nº1.141, no Bairro Abadia, vai abrigar uma biblioteca, sala de estudos e todos os projetos do coletivo.

O grupo surgiu há cerca de dois anos, após a primeira roda de conversa do projeto “Empoderação das Pretas”. Devido às demandas relatadas pelas mulheres negras presentes no evento, as organizadoras sentiram a necessidade de fundar um coletivo que pudesse trabalhar não apenas com assuntos relativos ao racismo, mas uma organização que trabalhasse resgate étnico-cultural da ancestralidade africana.

O Coletivo AFROntar-se promove diversas atividades como Empoderação das Pretas, grupo de estudos tratando da história de forma afrocentrada; Empoderação Kids, roda de conversa com as crianças; roda de conversa dos homens negros, participação em palestras e eventos.

Para participar das atividades realizadas pelo coletivo o contato pode ser feito pelo Facebook ou pelo e-mail coletivoafrontarse@gmail.com.

Fonte: G1

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*