Google introduz listas baseadas em atividade e humor em app de música

Usuário pode copiar a playlist para sua biblioteca e personalizá-la da maneira que preferir; botões de “joinha” e de “não gostei” também refinam a lista de reprodução

Google lança aplicativo concorrente ao Apple Music

Google lança aplicativo concorrente ao Apple Music

O Google lança no Brasil nesta terça-feira (4) seu serviço de música por assinatura, o Play Music All Access, listas de reprodução criadas para certas atividades (ginástica, no carro, trabalho e outros) e humores (calmo, concentrado, feliz…), a fim de se equiparar a concorrentes como Apple Music, Deezer e Rdio.

A capacidade é fruto de curadoria humana (não há qualquer influência de algoritmos, segundo a empresa) e da incorporação da empresa Songza, adquirida pelo Google no ano passado, e chega nesta terça também à Austrália.

O Brasil é o primeiro país não anglófono a receber a capacidade. Usuários do aplicativo para Android e para iOS, além da versão web, poderão acessar as listas a partir das 19h de Brasília.

O serviço sugere, na sua página principal, as “playlists” conforme o horário -numa terça de manhã, mostra a lista “ligar no 220”; pela noite, “desacelerar”- e o histórico do usuário -um roqueiro verá pouca coisa de MPB ou sertanejo, por exemplo.

“A ideia é facilitar as coisas ao máximo para o usuário”, disse Elias Roman, cofundador do Songza e agora gerente de produto do Google Play Music. “Mas é diferente de uma rádio on-line porque você pode personalizar as listas.”

Se um usuário costuma ouvir música dos anos 80 nos sábados à noite, o Music vai mostrar a playlists que contenham canções da época nesse horário, promete Roman.

As listas de reprodução baseadas em gênero também serão mantidas, além de subdivisões conforme a atividade: a playlist “cantar no chuveiro” pode ter as facetas pop, rock ou sertanejo; “a hora do jantar” tem bossa nova, rock acústico ou MPB instrumental.

Uma atividade popular entre usuários de serviços de streaming é a corrida. O Spotify, mais conhecido serviço do gênero, tem parceria com a Nike para levar sua música ao app “Nike+ Running” e lançou um aplicativo próprio (Spotify Running) a que combina o ritmo da próxima canção tocada à passada da corrida do usuário, detectada pelo acelerômetro do celular.

O Google não soube precisar quantas novas listas passou a disponibilizar para o usuário, mas, segundo o aplicativo, são “milhares” de combinações disponíveis.

As listas são atualizadas regularmente -algumas, como as que têm como temática a atualidade do conteúdo, com maior frequência.

O usuário pode copiar a playlist para sua biblioteca e personalizá-la da maneira que preferir. Os botões de “joinha” e de “não gostei” também refinam a lista de reprodução.

Fonte: O Tempo

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*