Histórias de Minas

Museus em Belo Horizonte resgatam memórias da cidade e do Estado

O que não falta na capital mineira são bons museus para visitar. Nos 120 anos da cidade, programações especiais foram criadas para trazer um pouco mais de história para a população.

Fachada do prédio, antiga sede do Senado mineiro (Foto: Museu Mineiro)

Caçula da família

Neste mês, o Circuito Liberdade ganhou mais uma atração. Como parte das comemorações dos 120 anos de Belo Horizonte, o Museu Mineiro reabriu as portas após quase seis anos fechado. São mais de 3 mil peças no acervo, datadas dos séculos XVIII ao XXI. A exposição atual reúne obras de grandes artistas mineiros, distribuídas em quatro espaços: Sala Jeanne Milde, Sala Honório Esteves, Gabinete e Sala das Sessões.

Para o aniversário da cidade, também foi pensada uma programação especial. Em parceria com o Arquivo Público Mineiro e com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha), está em exibição a mostra “Belo Horizonte – 120 anos: Primeiros Registros”, com mais de 100 obras que trazem um panorama da trajetória inicial da cidade, através de quadros, fotos, documentos, plantas cadastrais e objetos de época.

Museu Mineiro
Endereço: Avenida João Pinheiro, 342, Funcionários – Belo Horizonte/MG
Horário de funcionamento: Terça, quarta e sexta-feira, das 10h às 19h; Quinta-feira, das 12h às 21h; sábado e domingo, das 12h às 19h
Telefone: (31) 3269-1103
Para mais informações, acesse o site.

História em movimento

Se você se interessa pela história do Estado, uma boa opção é o Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG). Fundado em 1907, está localizado na região central de Belo Horizonte e conta com um extenso acervo, além de biblioteca, videoteca, hemeroteca e mapoteca, que retratam a história de Minas e do Brasil, ao reunir documentos históricos originais datados dos séculos XVIII, XIX e XX.

Com 110 anos de existência, o IHGMG é a instituição privada mais antiga do Estado. Em entrevista para O Tempo, o atual presidente da instituição, Aluízio Quintão, destacou a importância do Instituto para o país. “A biblioteca é o local com mais referência histórica, obras e documentos raros, originais. Inclusive, coleções e doações ligadas ao Instituto de alguma forma.”

Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais
Endereço: Rua Guajajaras, 1268, Centro – Belo Horizonte/MG
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h30
Telefone (31) 3212-4656
Para mais informações, acesse o site.

 

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*