Inteligência Artificial Recria Autores Chineses para Lerem seus Próprios Livros

(Crédito: Divulgação)

A empresa chinesa de tecnologia Sogou anunciou uma parceria com o iReader, leitor de livros conhecido como o “Kindle da China”. A proposta é aplicar Inteligência Artificial ao mercado da literatura. A primeira etapa será a criação de duas réplicas em vídeo de autores chineses consagrados para ler seus próprios livros aos usuários.

O comunicado da empresa informou que as criações terão exatamente a aparência, os trejeitos e o tom de voz dos autores Yue Guan e Bu Xin Tian Shang Diao Xian Bing, pois foram desenvolvidas a partir de gravações em vídeos dos escritores reais.

O mercado de audiobooks tende a atingir US$ 1,1 bilhão em 2020 na China, de acordo com a BBC. Embora a tecnologia de conversão de texto em áudio seja funcional, usuários ainda preferem a leitura feita por pessoas reais, em vez de  vozes digitalizadas.

A eficácia dos algoritmos de Inteligência Artificial da Sogou já foi atestada em outra experiência semelhante. No fim de 2011, a empresa desenvolveu âncoras de televisão com a mesma tecnologia para apresentar as notícias do dia na agência estatal chinesa Xinhua.

Fonte: Startse

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , . Bookmark the permalink. Comments are closed, but you can leave a trackback: URL pra trackback.