Minas acolhe escritores refugiados

Poeta do Irã será recebido pelo Programa Artista Residente da UFMG

Em 2015, o poeta e jornalista etíope Girma Fantaye foi selecionado pela International Cities of Refuge Network (Icorn), rede que apoia artistas refugiados, para uma residência piloto em seu primeiro endereço latino-americano, a Cabra (Casas Brasileiras de Refúgio), cedida pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

ufmg

Campus da Universidade Federal de Minas Gerais (Foto: Reprodução/UFMG)

Essa experiência abriu caminho para que a Icorn fizesse uma nova parceria, desta vez com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A UFMG criou o Programa Artista Residente, com o qual refugiados estrangeiros ganham uma bolsa no valor de R$ 5 mil reais e passam a fazer parte dos projetos da universidade.

De acordo com a representante da Icorn no Brasil, Sylvie Debs, o primeiro escolhido para o projeto foi o jovem escritor iraniano Vahid Elizadeh Razazzi. Ela conta que quase 900 artistas precisam de refúgio atualmente, número que vem crescendo nos últimos meses. Cerca de 60 cidades – a maioria na Europa – fazem parte da Icorn.

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*