O direito universal de ler

Artista plástica dedica-se a incentivar leitura em praças públicas de BH

Há seis anos, a artista plástica belo-horizontina Estella Cruzmel, de 65 anos, se dedica a incentivar a leitura em praças da capital mineira. Em 2012, criou o projeto Santa Leitura, promovido todo terceiro domingo do mês, na Praça Duque de Caxias, no bairro Santa Tereza. Trata-se de uma feira que visa promover o contato dos moradores locais com os livros expostos. A artista plástica conta que não empresta, vende ou troca títulos na ocasião. “O livro fica disponível na praça e há uma confraternização das famílias. Além de incentivar a leitura, nosso objetivo é fomentar essa integração de pessoas em torno da literatura”, explica. O Santa Leitura também vai até a comunidade carente do bairro Taquaril, todo segundo domingo do mês. Junto com uma irmã de caridade, Estella promove leituras e integração social, por meio do mesmo formato adotado no Santa Tereza.

Projeto fomenta literatura na região leste da capital (Foto: Divulgação)

Projeto fomenta literatura na região leste da capital (Foto: Divulgação)

O projeto fez tanto sucesso que, há três anos, foi criada uma espécie de “sucursal” do Santa Leitura na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, onde mora a filha de Estella, que aderiu à iniciativa da mãe e também passou a oferecer livros para centenas de brasileiros. “Temos um espaço permanente em um restaurante da Carolina do Sul e atendemos muitos imigrantes do Brasil com livros que enviamos daqui”, conta.

Já no bairro Floresta, na Praça Salvador Morici, todos os dias a artista plástica doa livros para quem passa pelo local, e também deixa mais 10 exemplares sobre os bancos de outra praça, em frente ao Colégio Barão de Macaúbas, na Avenida Assis Chateaubriand. Estella diz respirar livros da hora em que acorda até quando volta para a cama. “Quando fechei uma loja de roupas que tinha, em 2010, percebi que, só no estabelecimento tinha mais de quatro mil exemplares. Senti a necessidade de compartilhar esse acervo e incentivar a leitura. Percebi que as pessoas gostam de ler, mas, às vezes, não têm acesso aos livros, por serem caros demais”, completa.

Revista CRB-6 Informa

A próxima edição da revista do CRB-6 contém uma matéria sobre projetos sociais relacionados à literatura. Se você conhece alguma ação similar, nos comunique através do email crb6@crb6.org.br para que possamos divulgar em nosso Boletim Eletrônico.

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*