Obama escolherá nome que projetará biblioteca presidencial

Barack Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e sua esposa, Michele, divulgarão até o final deste mês o arquiteto que ficará responsável pelo projeto Presidential Library, biblioteca que será dedicada ao mandatário norte-americano.

Até o momento, informações mais completas sobre o concurso ainda não foram reveladas. A biblioteca será construída em Chicago, no entanto, ainda não se sabe em que parte da cidade o prédio será erguido.

Dos sete finalistas, apenas um é da “Windy City”, como é chamado o município. John Ronan é dono de um extenso portfólio, tendo desenhado o prédio da elegante organização Poetry Foudation, também em Chicago.

Já os outros seis arquitetos são o norte-americano Snohetta, o tanzaniano David Adjaye, o italiano Renzo Piano e os estúdios de Nova York Diller Scofidio + Renfro, Tod Williams Billie Tsien Architects, SHoP Architects.

Para escolher o vencedor, o casal presidencial contará com a ajuda de uma comissão na qual participarão os maridos de Meryl Streep, o escultor Don Gummer, e o de Caroline Kennedy, um especialista em desenho que conduziu a adaptação da ilha Ellis Island para um museu. A construção da Livraria Presidencial de Barack Obama não deve começar antes de 2017 e o arquiteto escolhido receberá um total de ao menos US$ 50 milhões pelo projeto.

O italiano Renzo Piano, que foi responsável pelo moderno Art Institute, em Chicago, e pelo Centro Pompidou, em Paris, e está entre os finalistas, já se encontrou pessoalmente com o presidente através do embaixador norte-americano na Itália, John Phillips, que, há cerca de dois anos, organizou um jantar na Villa Taverna, a embaixada dos Estados Unidos em Roma. “Queria falar do que há de interessante atualmente na Itália: arte, ciência, comunidade, arquitetura e cidade”, disse Piano a Obama. O mandatário, que foi um aspirante por arquitetura durante sua juventude, conhecia perfeitamente os trabalhos do artista italiano em San Francisco, Chicago e Paris.

Fonte ANSA, BOL, Alessandra Baldini

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*