Projeto Tertúlia Literária

Programa da FAE/UFMG promove encontros para compartilhamento de experiências literárias, que visam contribuir para a formação continuada de profissionais da educação

Com o intuito de complementar a educação continuada de professores em exercício, nas escolas públicas e privadas, de ensinos infantil e fundamental da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o Projeto Tertúlia Literária está em sua oitava edição e promove encontros periódicos para compartilhar experiências de leitura. Realizados pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (FAE/UFMG), na capital mineira, as reuniões ocorrem na última sexta-feira de cada mês, das 14h às 18h.

Todo ciclo anual, aborda um tema específico, desenvolvido nos encontros mensais a partir da troca de impressões sobre um determinado livro correlato ao assunto em discussão. Para conduzir as reflexões, as reuniões trazem convidados especiais, com atividades profissionais diversas, mas que possua um conhecimento aprofundado sobre a obra escolhida e, portanto, capacidade para promover um debate a respeito desse título.

PROJETO TERT+ÜLIA LITER+üRIA

A cada edição do projeto, são promovidas ações especiais relacionadas à temática adotada. Entre elas, está a visita ao Memorial da Resistência, em São Paulo (SP), realizada em dezembro de 2014, que tratou sobre direitos humanos. Outra edição, abordou sobre o amor e foi concluída por meio da leitura dramática do clássico “Romeu e Julieta”, feita pelo professor José Simões, no Teatro Municipal de Sabará. Nessa edição, o tema repete a primeira temática do projeto, que tratava de infância. Embora o foco seja os professores da educação infantil, o Tertúlia Literária também é aberto para alunos de Pedagogia, e profissionais de outras áreas, como Letras e Biblioteconomia.

A coordenadora do projeto, Célia Abicalil, acredita que é de suma importância a capacitação continuada dos profissionais da educação. “O Tertúlia Literária tem como objetivo a formação do leitor adulto, para que ele não seja apenas um mediador e motivador do hábito e do acesso aos livros, e, sim um praticante da leitura capaz de formar novos leitores”, completa a professora.

Este ano, o projeto firmou uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte e está capacitando os auxiliares de biblioteca das escolas de ensino infantil da rede pública. Os participantes recebem os livros, previamente selecionados, fornecidos pelos órgãos conveniados, e realizam um estudo para a construção de um ambiente literário na comunidade. Os servidores das cidades de Betim e Nova Lima já participaram do projeto.

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*