Projetos e eventos incentivam a leitura em Lençóis Paulista

A cidade é conhecida por ter mais livros que habitantes. Festival do Livro mostra os esforços para manter a ‘Cidade do Livro’

Lençóis Paulista (Foto: Reprodução/TV Tem)

Lençóis Paulista (Foto: Reprodução/TV Tem)

Os livros estão nas prateleiras, mas e os leitores, onde estão? Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, nesse ano mostrou que o número de leitores está diminuindo.

Em 2007, eram mais de 95 milhões, hoje, esse número não chega a 89. Uma queda de quase 10%. Números que representam a realidade brasileira, mas não a de Lençóis Paulista, conhecida como a cidade do livro.

A cidade tem mais livros do que habitantes. São 64 mil pessoas e quase 120 mil livros. “Além do acervo ser rico, a cidade investe em qualidade e cultura. E isso que faz uma pessoa, a socialização e a cultura”, afirma a bibliotecária Jane Maria de Melo.

E para manter este título e incentivar ainda mais a leitura entre os moradores, o município realiza até sexta-feira (29), o Festival do Livro. Os organizadores do festival do livro esperam que 20 mil pessoas passem por nos 12 dias do evento.

“É realmente um motivo de festa, é o culme de todas as nossas ações de incentivo à leitura que são realizadas nas escolas, na comunidade, nas nossas bibliotecas, nos nossos espaços culturais. Nesse momento é a oportunidade para os alunos, professores e a comunidade refletirem sobre a importância desse trabalho”, destaca o diretor de Cultura Nilceu Bernardo.

>> Veja o vídeo completo com a matéria

É quase como se um em cada três habitantes de Lençóis Paulista fosse passar por aqui. Não é à toa que a cidade vê livros por toda a parte. Até em árvores, como a montagem feita especialmente para o evento.

O estímulo à leitura começa ainda na infância, com a contação de estórias. Por isso, o evento é uma oportunidade também para conhecer projetos que promovem a leitura o ano todo, como o “Pequenos Leitores”, realizado em uma escola municipal.

“No final de semana, como não tem a creche, não tem aulas, pelo projeto, a gente proporciona a oportunidade de levar o livro para casa, para que eles possam ver as imagens, para que alguém possa ler para eles. Assim as crianças não perdem esse contato com os livros, com a contação de histórias”, explica a professora Karla Vanessa Silva.

E na segunda-feira, as crianças trazem os livros de volta para a escola na sacolinha da leitura. “Tem livro de princesas, bichinhos, várias histórias, leituras, não existe um gênero único”, ressalta a mãe de uma das crianças.

Os frutos do trabalho feito desde a infância são visíveis em Lençóis. E não só nas árvores de onde ‘brotam’ os livros, mas, também nas mãos de quem faz e deve continuar fazendo de Lençóis Paulista, a Cidade do Livro. “É um trabalho muito bonito e a gente quer deixar isso para eles para o resto da vida”, completa a professora.

Fonte: G1

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Um Comentário

  1. Flaviane Prado
    Posted 29 de junho de 2012 at 10:20 | Permalink

    Cultivar a cultura de apreciar obras literárias nos brasileiros é algo para ser admirado e seguido, ainda mais se vier de uma cidade como Lençóis Paulista.Parabéns à todos deste pólo de Leitura de nosso país.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*