Proposta que reconhece a profissão de técnico em Biblioteconomia está em análise

O Projeto de Lei n. 6038/13  do deputado João Stédile (PSB-RS), que regulamenta a profissão do técnico em Biblioteconomia, está sob análise na Câmara. A proposta, apresentada em agosto de 2013, prevê o reconhecimento profissional dos técnicos, como já é feito aos que possuem curso superior em Biblioteconomia.

Caso o Projeto seja aprovado, dezenas de técnicos em Biblioteconomia serão beneficiados. Em Minas Gerais, existem duas turmas de técnicos em Biblioteconomia, uma em Belo Horizonte e outra em Ouro Branco, abertas pelo o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Em abril, o Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) abriu inscrições para processo seletivo simplificado destinado à seleção de profissionais para atuação como professores no curso técnico que será ofertado no campus de Lagoa Santa.

A turma formada em Belo Horizonte, pela UFMG, recebeu em fevereiro a visita do Conselho Regional de Biblioteconomia 6º Região (CRB-6), por meio de seu presidente, Antônio Afonso (CRB-6/2637), e em maio a presidente do Conselho Federal de Biblioteconomia (CFB), Regina Céli, que apresentou o projeto de lei PCL 6038/13 aos alunos.

A iniciativa pode contribuir para o cumprimento da Lei n. 12.244/10, que estabelece que todas as instituições de ensino, públicas e privadas, tenham biblioteca até 2020. O técnico pode trabalhar em conjunto com o bibliotecário, exercendo funções de organização dos acervos, atendimento ao público e desenvolvendo ações de incentivo à leitura.

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*