Software simplifica a produção acadêmica no país

Quem trabalha com pesquisas científicas sabe que a normalização muitas vezes é um obstáculo na elaboração dos trabalhos. Para solucionar esse problema, o site FastFormat disponibiliza aos interessados a primeira ferramenta online de formatação desses estudos, com o propósito de simplificar a produção acadêmica no Brasil.

NOTA 5.1

Yguaratã Cavalcanti, um dos sócios do projeto, conta que a intenção é facilitar ao máximo a elaboração científica, para que o usuário não precise de nenhuma ajuda externa no desenvolvimento de seu trabalho. Segundo o programador, o software vem sendo desenvolvido há quase cinco anos e faz pouco tempo que foi liberado ao público. “Agora vem uma nova fase do projeto. Precisamos manter e evoluir a ferramenta. Estamos apenas no início”.

A ideia surgiu quando os idealizadores viram as dificuldades inerentes à produção científica. Mesmo assim, em suas primeiras versões, a interação com o software era ainda difícil para o público leigo no assunto. A partir desta constatação, o projeto foi redesenhado, até chegar à versão atual.

Yguaratã Cavalcanti é um dos sócios do projeto (Foto: Divulgação)

Yguaratã Cavalcanti é um dos sócios do projeto (Foto: Divulgação)

Ainda segundo Yguaratã, a ferramenta tem sido bastante divulgada. Os sócios já receberam convites para palestras e entrevistas em rádios e revistas e para apresentar a ferramenta em empresas e universidades. “Isso tem nos ajudado bastante a divulgar a ferramenta e obter um feedback dos usuários”.

As expectativas para 2016 são otimistas. O site está lançando planos mensais e anuais para empresas e grupos de pesquisa. Além disso, Yguaratã espera que as universidades continuem indicando o software, para que mais pessoas passem a utilizá-lo e contribuam para o seu aprimoramento.

Publicação no Blog do CRB-6

O Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6) já publicou uma matéria sobre esse projeto em nosso Blog, que fomentou grande discussão. Clique aqui para conferir.

Para conhecer e testar o software, acesse este site.

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*