UFU empresta leitores digitais e tablets aos estudantes da instituição

Estão sendo disponibilizados 150 e-readers e 50 tablets. Universitários aprovam iniciativa nos campi da UFU.

Serviço é oferecido pelo Sistema de Bibliotecas da instituição (Foto: Reprodução/TV Integração)

Serviço é oferecido pelo Sistema de Bibliotecas da
instituição (Foto: Reprodução/TV Integração)

A popularização dos e-readers (leitores eletrônicos) já é notada pelos centros acadêmicos e a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) passou a adotar a nova plataforma de leitura nos campi da instituição. Desde a última segunda-feira (29), está sendo liberado o empréstimo de 150 leitores eletrônicos aos universitários como uma forma de desafogar o sistema bibliotecário e garantir o acesso à tecnologia, principalmente aos alunos de baixa renda.

Além dos leitores eletrônicos, o Sistema de Bibliotecas (Sisbi-UFU) também passou a emprestar 50 tablets. De acordo com a assessora de informatização, Gizele Cristine Nunes, em menos de uma semana todos os equipamentos foram distribuídos. “Ficamos surpresos com a demanda e estamos trabalhando para aumentar o número de aparelhos à disposição dos alunos”, informou.

A política para utilização do serviço aos usuários cadastrados segue a mesma para os livros e outros materiais das bibliotecas. A retirada e a devolução devem ser feitas presencialmente no setor de circulação de cada biblioteca. O prazo do empréstimo é de sete dias, podendo ser renovado por mais uma semana caso não tenha sido registrada uma nova reserva do aparelho.

Por meio do site, os usuários também podem conferir a disponibilidade dos itens desejados. No ato da devolução, será realizada uma checagem para evitar danos aos equipamentos. As multas por atrasos na devolução custarão R$ 1 a cada dia de atraso. O horário para empréstimo e devoluções é de segunda a sexta-feira, até uma hora antes do fechamento das bibliotecas.

Acesso à tecnologia e resultados

São oferecidos 150 leitores digitais nos campi (Foto: Reprodução/TV Mirante)

São oferecidos 150 leitores digitais nos campi
(Foto: Reprodução/TV Mirante)

Há um ano a universidade disponibiliza netbooks por meio das bibliotecas. Para Gizele, os computadores serviram para suprir a necessidade dos alunos mais carentes, que não tinham acesso ao equipamento em casa.

A experiência anterior foi bem aceita pelos alunos e conseguiu atingir os objetivos da UFU, que optou por ampliar o serviço. “Trouxemos novos equipamentos não apenas pensando nos alunos carentes, mas também para facilitar a vida estudantil de todos de forma em geral que, às vezes, precisam fazer um trabalho, uma pesquisa e uma leitura e acham mais fácil fazer isso com esses equipamentos portáteis e menores”, comentou a assessora.

A estudante Poliana Miranda disse não saber a respeito do empréstimo ainda, mas aprovou a ideia e disse que vai querer utilizar o serviço principalmente por ficar em período integral na UFU e, às vezes, conseguir agilizar algum trabalho seja pelo tablet ou pelo leitor eletrônico.

Guilherme Ribeiro Borges, outro universitário, também disse acreditar na eficiência do serviço. “Acho que se conseguirem fazer um controle para que os mesmos sejam utilizados para os devidos fins, é uma boa alternativa. A tecnologia a favor da educação sempre é positiva”, opinou.

Fonte: G1 Triângulo Mineiro | Caroline Aleixo

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*