Conheça a Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte

Localizada no bairro Santo Antônio, em Belo Horizonte (MG), a biblioteca, que recebe em média 1200 visitas mensais, possui um foco diferente. Os bibliotecários que trabalham no local atendem também pessoas que são apaixonadas por quadrinhos! E, por esse lado, a biblioteca é referência. Além de um acervo de 25 mil livros, o espaço conta também com mais de 25 mil gibis.

Atividade de contação de histórias na biblioteca (Foto: Simone Teodoro)

Atividade de contação de histórias na biblioteca (Foto: Simone Teodoro)

Mesmo com tantos motivos para visitar o espaço, os bibliotecários executam estratégias para a divulgação do conteúdo que possuem, aumentando cada vez mais o público leitor. Uma atividade de rotina são as visitas guiadas a pedido de escolas ou por organização própria de algumas pessoas que desejam conhecer o local. Segundo Wander Ferreira (CRB-6/2813), bibliotecário do local, a apresentação da biblioteca serve ainda para apresentar o funcionamento por trás do serviço prestado, como o arranjo do acervo, as formas de aquisição e o cadastro de leitores, por exemplo. “Direcionamos o atendimento das visitas por faixa etária de público. Como nossos visitantes são muito variados, tentamos apresentar o espaço por perfil dos frequentadores”, conta.

Crianças participam de ação na biblioteca (Foto: Silvio Reis Bastos)

Crianças participam de ação na biblioteca (Foto: Silvio Reis Bastos)

Segundo Wander, a biblioteca também possui atividades de funcionamento contínuo, realizadas mensalmente. Uma delas é a roda de leitura, que acontece às quartas-feiras, de 10h às 11h30min e é aberta ao público, sem necessidade de inscrição prévia. Outra atividade permanente é o Encontro Semanal de Contadores e Narradores de Histórias, uma reunião que acontece na biblioteca há mais de onze anos, sempre às sextas, de 9h30min às 11h30min. Os encontros de narradores visam a seleção e a pesquisa de textos literários, exercícios de narração e trocas de vivências para interessados na área ou para quem deseja se iniciar na atividade de contador. O evento também não exige inscrição e é aberto ao público.

Jovens discutem a literatura no local (Foto: Simone Teodoro)

Jovens discutem a literatura no local (Foto: Simone Teodoro)

Segundo Sílvio Bastos (CRB-6/1944), bibliotecário do local, as atividades realizadas no espaço são variadas. “Neste mês, por exemplo, teremos a oficina Quadrado Doido, no dia 15, às 15h30min, voltada para o público infantil”. A variação das atividades, para Sílvio, tem a função importante de atrair leitores de todas as idades para dentro da biblioteca. Por isso, “toda forma de incentivo à leitura vale a pena. Como possuímos muitos gibis em nosso acervo, fazemos o possível para atrair também o público interessado”.

Parte da equipe da biblioteca: Wander Ferreira, Luíde Lopes, Simone Teodoro, Luzia Lima, Silvio Reis Bastos, Maria Júlia Costa, Samuel Medina e Poliana Ribeiro (Foto: Simone Teodoro)

Parte da equipe da biblioteca: Wander Ferreira, Luíde Lopes, Simone Teodoro, Luzia Lima, Silvio Reis Bastos, Maria Júlia Costa, Samuel Medina e Poliana Ribeiro (Foto: Simone Teodoro)

Sobre os clássicos da literatura disponíveis em quadrinhos, Sílvio afirma que a importância vai além da pura novidade trazida pelas novas adaptações. “Os leitores entram em contato com os quadrinhos e se interessam pela obra original, que antes não lhes era apresentada de forma alguma. Portanto, enxergo os quadrinhos adaptados dos clássicos como uma porta de entrada, além de ser um grande meio literário, se visto sem preconceito”, conclui.

Serviço:

Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte
Rua Carangola, 288 – Térreo – Santo Antônio
Telefone: (31) 3277-8658 | 3277-8672
E-mail: educativo.bpijbh@pbh.gov.br
Horário de Funcionamento: terça a sexta, das 8h30 às 17h30; sábado das 9h às 13h
Facebook: www.facebook.com/educativo.bpijbh

Bibliotecas públicas

Desde agosto, o Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6) tem divulgado exemplos de Bibliotecas Públicas modelos em Minas Gerais e no Espírito Santo. O objetivo é desmitificar a área entre os profissionais da informação bem como divulgar para a sociedade, e também para os próprios bibliotecários, os bons serviços que podem e devem ser prestados numa biblioteca pública, especialmente no interior. O CRB-6 tem intensificado a fiscalização em bibliotecas públicas com vistas a abrir vagas e concursos nas cidades que ainda não contam com o profissional atuando em suas bibliotecas municipais e estaduais.

Se você, bibliotecário, trabalha ou conhece uma biblioteca pública modelo em Minas ou no Espírito Santo, envie sua indicação para que possamos divulgar a instituição. Nosso e-mail é crb6@crb6.org.br. Para que a biblioteca indicada seja divulgada, os bibliotecários responsáveis devem estar regulares com o CRB-6. Para ler as matérias já publicadas sobre as bibliotecas públicas mineiras e capixabas, clique aqui.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*