Conteúdo multimídia: Comissão de Bibliotecas Escolares do CRB-6 visita bibliotecas de Ibirité

A Comissão de Bibliotecas Escolares do Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6) iniciou uma série de visitas a bibliotecas das escolas do Estado de Minas Gerais. Com o objetivo de conhecer melhor o funcionamento das bibliotecas mineiras, principalmente as públicas, a coordenadora da Comissão, Sindier Antônia (CRB-6/1542), e a bibliotecária e professora da UFMG, Marília de Abreu Martins de Paiva (CRB-6/2262) visitaram quatro instituições, sendo três delas no município de Ibirité, que integra a Região Metropolitana de Belo Horizonte, e uma na própria capital.

A primeira visita ocorreu no dia 6 de outubro e foi realizada na Escola Sandoval Soares de Azevedo, que faz parte da Fundação Helena Antipoff. No local atuam a bibliotecária Maria das Graças Ferreira Coimbra (CRB-6/2346) e a professora para uso da biblioteca Maria Ângela.

Crianças sendo atendidas na Escola Sandoval Soares de Azevedo

Crianças sendo atendidas na Escola Sandoval Soares de Azevedo

 

Maria Ângela, Marília Paiva, Maria das Graças e Sindier Antônia

Maria Ângela, Marília Paiva, Maria das Graças e Sindier Antônia

A biblioteca escolar possui uma área com mais de 100m2 e um acervo variado, além de uma grande quantidade de livros didáticos. A contação de estórias está entre suas atividades mais frequentes.

Marília Paiva, Maria das Graças e Sindier Antônia na Biblioteca Comunitária da Fundação Helena Antipoff

Marília Paiva, Maria das Graças e Sindier Antônia na Biblioteca Comunitária da Fundação Helena Antipoff

Na ocasião, surgiu a ideia de gravar um depoimento da bibliotecária Maria das Graças sobre o local em que trabalha. As imagens foram feitas com um tablet. Para assisti-lo, clique aqui.

Maria das Graças Ferreira Coimbra, da Escola Sandoval Soares de Azevedo, em Ibirité (Clique sobre a imagem para assistir ao vídeo)

Maria das Graças Ferreira Coimbra, da Escola Sandoval Soares de Azevedo, em Ibirité (Clique sobre a imagem para assistir ao vídeo)

A segunda visita da Comissão foi à Biblioteca Comunitária da Fundação Helena Antipoff. A comissão conheceu a sala de videoconferências e o laboratório de inclusão digital do local. No espaço há também um bosque que é utilizado para atividades culturais.

 Na terceira biblioteca visitada, da Escola Municipal Carmelita Carvalho Garcia – CAIC, no bairro Novo Horizonte, o Conselho se deparou com a falta de um profissional para gerenciar o ambiente.

 O espaço físico da biblioteca possui uma sala de leitura em seu interior, com um acervo considerável. Porém, é necessária a presença de um bibliotecário no local. No momento, há somente auxiliares de biblioteca, que pertencem ao quadro de funcionários da Prefeitura do município.

Sindier Antônia e Marília Paiva na Biblioteca da Escola Municipal Carmelita Carvalho Garcia - CAIC, de Ibirité

Sindier Antônia e Marília Paiva na Biblioteca da Escola Municipal Carmelita Carvalho Garcia – CAIC, de Ibirité

O conselho finalizou as visitas na Escola SESI Hamleto Magnavacca, no bairro Vale do Jatobá, em Belo Horizonte. A bibliotecária Rejane do Nascimento (CRB-6/1818), que faz parte da Comissão de Bibliotecas Escolares do CRB-6, é a responsável pelo espaço. A biblioteca possui um acervo bem diversificado e inúmeras atividades para os alunos. De acordo com Rejane, a escola passará por reformas e a biblioteca terá seu espaço ampliado.

Para Sindier, o fato de a biblioteca ser gerenciada por uma bibliotecária faz uma grande diferença, uma vez que é o profissional preparado para organizar os setores essenciais do local, desde o espaço físico até suas atividades culturais. Além disso, a importância dos profissionais se volta também para a qualidade do ensino escolar. Segundo Sindier, “a interação entre bibliotecários e demais profissionais da escola é de extrema importância para o desenvolvimento do projeto pedagógico estudantil”.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Um Comentário

  1. Posted 28 de outubro de 2015 at 10:13 | Permalink

    Parabéns! Sindier. Adoro quando visita as bibliotecas, assim agente tem noção como são as bibliotecas de nossas escolas. A realidade e dura mas precisa ser mostrada, assim quem sabe as coisas mudam. Mesmo assim sabemos que temos ótimas experiências louváveis. Isso ai vamos nos mobilizar. Nossos governantes precisam acordar. Viva as Bibliotecas Escolares.
    http://bibliotecamadrecarmelita.blogspot.com.br/

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*