Literatura para as comunidades rurais

Projeto do Ministério do Desenvolvimento Agrário leva livros para populações do campo

Para reduzir as desigualdades no meio rural, nada melhor que promover a leitura e o acesso à informação. Essa é a missão do Programa Bibliotecas Rurais Arca das Letras, realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário. Desde 2003, já foram distribuídos mais de 2 milhões de livros pelo país em 2.308 municípios. Ao todo, 1 milhão de famílias brasileiras já foram beneficiadas.

(Imagem: Reprodução/Site)

Para ter acesso ao Arca das Letras, o processo é bem simples. O primeiro passo é mobilizar a população local. Para isso, conta-se com o apoio dos artistas, agitadores culturais e demais interessados em trabalhar voluntariamente. A partir daí, um formulário online deve ser preenchido, indicando o perfil das famílias beneficiadas e os nomes daqueles que serão nomeados agentes da leitura. Eles são os responsáveis pelos livros e possuem o compromisso de cuidar do acervo, controlar o empréstimo e incentivar a leitura na comunidade.

As comunidades interessadas recebem, então, um móvel exclusivo do projeto, que pode ser colocado nas associações comunitárias ou até mesmo na casa de um morador. O acervo é formado por cerca de 200 obras, entre literatura nacional, internacional, infantil e infanto-juvenil. Além disso, também é possível encontrar livros técnicos e didáticos.

Para mais informações sobre o projeto, acesse o site da Arca de Livros.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Um Comentário

  1. Posted 3 de outubro de 2017 at 9:24 | Permalink

    Trabalhei um ano com o Programa Arca das Letras, infelizmente as comunidades não recebem um móvel exclusivo…elas tem que mandar confeccionar e como segue um padrão, na época tinha um custo de aproximadamente R$300,00. A ideia do projeto é boa, contudo deficiente pois os livros são em maioria oriundos de doação e nem sempre com bons títulos. Também a capacitação para os agentes de leitura deixa lacunas. Atualmente o programa não possui a presença de bibliotecários.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*