Pesquisa norte-americana lista profissão de bibliotecário como a nona menos estressante

Biblioteca da Abadia de St. Gallen (Suíça). Divulgação

Todo ano, o site americano CareerCast.com publica sua lista com as profissões mais e menos estressantes. O ranking de 2013 foi divulgado recentemente. A carreira com menos estresse é a de professor universitário, enquanto a lista das profissões mais estressantes é encabeçada pelos militares. Vale lembrar que, como a lista é elaborada nos Estados Unidos, pode haver alguma diferença entre as condições e os ambientes de trabalho lá e cá, assim como nas remunerações. Confira o ranking abaixo.

1 | Professor universitário: é a carreira de mais alto nível no campo da educação. Além de lidar com alunos maduros, que, na maioria das vezes, escolhem estar em sala de aula, os professores universitários também têm estabilidade na carreira. Nos Estados Unidos, recebem, por ano, uma média de R$ 126 mil.

2 | Costureira/alfaiate: costureiras e alfaiates consertam e fazem roupas sob medida. Precisam ter grande atenção aos detalhes, mas têm a capacidade de trabalhar de forma criativa. A maioria atua em ambientes calmos, o que lhes permite se concentrar na tarefa, sem distração, fator que compensa os ganhos não tão altos, de cerca de R$ 52 mil ao ano.

3 | Técnico de registros médicos: uma profissão em crescimento no estável setor de saúde é o de técnico de registros médicos, que faz o trabalho administrativo em hospitais e consultórios de médicos e dentistas. Salário médio anual de R$ 66 mil.

4 | Joalheiro: esses profissionais atuam fora dos olhares do público, principalmente em oficinas e nos bastidores de lojas de jóias. Os joalheiros mais bem sucedidos são os empresários com suas próprias empresas, e têm lucros anuais médios estimados em R$ 71 mil.

5 | Técnico de laboratório: técnicos de laboratório médicos trabalham em um ambiente propício à produtividade, em grande parte livre de distrações, podendo se concentrar em seu próprio ritmo. Ganhos anuais médios ficam em torno de R$ 95 mil.

6 | Audiologista: o audiologista, um fonoaudiólogo que fez especialização em ouvido e audição e realiza exames específicos — que antes só podiam ser feitos pelo otorrinolaringologista — é uma carreira com boas perspectivas de crescimento, de acordo com o CareerCast.com. O ambiente de trabalho é agradável, os clientes (pacientes) são pacíficos, geralmente idosos, e os profissionais conseguem montar seus próprios horários de trabalho. Remuneração gira em torno de R$ 135 mil ao ano.

7 | Nutricionista: trabalham com diferentes tipos de pessoas (de várias faixas etárias e background culturais), o que torna a profissão interessante. Além disso, prestam um papel importante no combate à obesidade, especialmente nos Estados Unidos, onde chegam a ganhar, em média, R$ 108 mil anuais.

8 | Cabeleireiro: esses profissionais costumam trabalhar em ambientes muito movimentados, com clientes entrando e saindo o tempo todo. Mas é justamente a interação com os clientes que ajuda a fazer a profissão menos estressante, já que, muitas vezes, nasce uma amizade entre os profissionais e seus clientes. O campo permite criatividade aos profissionais e, embora os salários não sejam muito altos (cerca de R$ 45 mil por ano), as gorjetas ajudam a engordar o cofrinho.

9º | Bibliotecário: a atmosfera calma e o acesso ilimitado à literatura faz com que os bibliotecários tenham uma carreira atraente, de acordo com o CareerCast. Eles têm possibilidade de seguir carreira em escolas, universidades, bibliotecas municipais e em pesquisa corporativa. Nos Estados Unidos, os ganhos giram em torno de R$ 111 mil por ano.

10º | Operador de prensa: embora seja uma profissão que exija contato com maquinário pesado, não tem muitos riscos e permite que o funcionário trabalhe em seu próprio ritmo, o que torna a carreira uma das mais desejadas da indústria de manufatura. O salário anual é em torno de R$ 65 mil.

A reportagem acima foi editada a partir de apuração do jornal “O Globo”. Para conhecer também a lista com as profissões mais estressantes para o ano de 2013, clique aqui.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

One Comment

  1. Posted 22 de fevereiro de 2014 at 23:12 | Permalink

    O site Career Cast também classifica a profissão de Bibliotecário como a 88° no top das 200 melhores profissões, acho que é uma informação relevante a se destacar.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*