Defesa de Dissertação na UFU: Gestão em Bibliotecas Universitárias Públicas: um enfoque tecnológico

Defesa de Dissertação Gestão em Bibliotecas Universitárias Públicas um

Nos últimos anos surgiram diversas reflexões relacionadas às rápidas mudanças nas áreas científica, tecnológica, política, educacional e social, resultantes das inovações tecnológicas. Mais que as transformações significativas nas Instituições de Ensino Superior preconizadas por Cunha (2000), vivencia-se, nesta segunda década do milênio com maior intensidade e rapidez, os reflexos das mudanças conceituais e estruturais relacionadas à educação, frente às novas configurações das universidades – e de suas bibliotecas, em particular – decorrentes das políticas governamentais de reestruturação e ampliação do ensino superior. Esta dissertação busca estudar, analisar e sistematizar as principais ideias que norteiam e configuram a gestão de bibliotecas universitárias públicas, especificamente no que se refere às inovações tecnológicas. Elencam-se como objetivos específicos da pesquisa: contextualizar as bibliotecas universitárias públicas no âmbito da Sociedade da Informação e da Educação Superior no país; sistematizar as principais ideias que configuram as bibliotecas nesta lógica de planejamento e implementação de tecnologias; apresentar um panorama das TIC neste segmento a partir de um estudo comparativo entre o sistema de bibliotecas da Universidade Federal de Uberlândia (SISBI/UFU) e o da Universidade Federal de Santa Catarina (SiBi/UFSC); realizar um registro histórico (de 2009 a 2014) das TIC e suas funcionalidades, implementadas nestas bibliotecas; analisar as práticas administrativas adotadas pelas bibliotecas universitárias públicas federais relativas à adoção das TIC em suas atividades funcionais e identificar os desafios e as possibilidades para construção da biblioteca universitária para os próximos anos. Com a intenção de verificar as diferenças e similaridades entre dois objetos análogos que se distinguem em alguns aspectos, adotou-se neste estudo o método comparativo. Esta dissertação foi elaborada a partir de quatro constructos/categorias de pesquisa, fundamentados na base teórica referente à gestão de bibliotecas universitárias, visando sua avaliação, extraídos do instrumento para planejamento e gestão proposto por Lubisco (2011), nas questões que provavelmente teriam maiores impactos nas bibliotecas universitárias de 2010, além dos principais desafios enfrentados por essas unidades informacionais (CUNHA, 2000, 2010), a saber: planejamento e avaliação; pessoal; usuários; produtos e serviços. A partir dos resultados obtidos identificou-se a evolução e a adaptação das bibliotecas universitárias em relação ao uso das TIC a fim de melhor atender as necessidades informacionais de seus usuários. Planejar a unidade informacional, visualizar o futuro, definir o caminho para se alcançar os objetivos propostos são possibilidades advindas da gestão do conhecimento, que podem instrumentalizar os gestores a posicionarem as bibliotecas no contexto administrativo das universidades, considerando sua relevância e o valor de seus serviços, de forma que não só acompanhem as inovações tecnológicas, mas que sejam prioritárias na alocação de recursos orçamentários e que, nas palavras de Maciel (1995, p. 1), consolidem-se como “nutriz[es] do processo de geração do conhecimento”.

This entry was posted in Defesas de mestrado e doutorado and tagged , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*