Tese discute as contradições empregatícias no vale do Silício

Quais contribuições as teorias de Economia Política da Informação e do Conhecimento e o pensamento de Karl Max tiveram na sociedade? Que relações podem ser percebidas quando esses conceitos teóricos são confrontados com as visões de mundo dos trabalhadores da era da informação? Foi a partir da resposta dessas duas perguntas que o bibliotecário Rodrigo Moreno Marques formulou a tese Intelecto geral e polarização do conhecimento na era da informação: o vale do silício como exemplo.

No estudo, o bibliotecário apresentou a situação dos cidadãos que vivem no Vale do Silício, conhecido pelos avanços tecnológicos e pelos altos investimentos em pesquisa. Rodrigo fez entrevistas que apontam a detenção do desenvolvimento pela minoria e que o desemprego e o subemprego predominam na região. Isso, consequentemente, exacerba as desigualdades socioeconômicas locais e fomenta problemas nos países que atraem a produção fabril que abandonou a região.

A defesa da tese será apresentada no dia 12 de março, às 14h, na sala 1.000, na Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (ECI/UFMG). Para ler a defesa completa, confira abaixo:

nota_5

This entry was posted in Defesas de mestrado e doutorado. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*