CRB-6 participa do CBBD 2015, em São Paulo

Aconteceu em São Paulo (SP), entre os dias 21 e 24 de julho, o 26º Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação (CBBD). O evento debateu o estado da arte da Biblioteconomia e da Ciência da Informação, promovendo a integração dos profissionais das bibliotecas brasileiras de todas as tipologias: escolar, pública, comunitária, universitária e especializada.

Estiveram presentes a presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6), Mariza Martins Coelho (CRB-6/1637); os conselheiros Álamo Chaves de Oliveira Pinheiro (CRB-6/2790) e Edvânia Aparecida de Souza Guedes (CRB-6/1686); o Delegado no Espírito Santo, Eduardo Valadares (CRB-6/ES 615),  e a coordenadora da Comissão da Biblioteca Escolar, Sindier Antônia (CRB-6/1542), além da bibliotecária gerente do CRB-6,  Fernanda Alvarenga (CRB-6/2220), e o bibliotecário fiscal, Lúcio Tannure (CRB-6/2266). Vale observar que todos os conselheiros participaram do evento custeados pelas empresas em que trabalham, ou por recursos próprios, e não pelo CRB-6.

Representantes do CRB-6 no CBBD 2015: Lúcio Alves Tannure, bibliotecário fiscal; Edvânia Aparecida de Souza Guedes e Álamo Chaves de Oliveira Pinheiro, conselheiros; e Mariza Martins Coelho, presidente.

Representantes do CRB-6 no CBBD 2015: Eduardo Valadares, delegado do CRB-6 no Espírito Santo; Edvânia Guedes e Álamo Chaves, conselheiros; e Mariza Martins Coelho, presidente.

Confira o depoimento de alguns deles:

Mariza Martins Coelho (CRB-6/1637)

Presidente do CRB-6

A participação no CBBD foi uma grande oportunidade de assistir a diversas palestras e conferências, além de nos possibilitar conhecer trabalhos que estão sendo desenvolvidos por bibliotecários pelo Brasil afora. Foi uma excelente oportunidade de atualização profissional, bem como de estabelecer contatos diversos para troca de experiências, inclusive com outros Conselhos.

Sindier Antônia (CRB-6/1542)

Coordenadora da Comissão de Bibliotecas Escolares

Considero muito importante a participação em eventos que abordam o tema da Biblioteconomia Escolar, como o “II Fórum Brasileiro de Biblioteconomia Escolar: pesquisa e prática”, uma vez que temos a chance de ouvir estudiosos e colegas pesquisadores que abordam temas atuais, o que auxilia na nossa qualificação profissional.

As duas palestras de abertura foram interessantes e instigantes. Dra. Glória Bastos apresentou a experiência da criação da Rede de Bibliotecas Escolares de Portugal, suas dificuldades iniciais e a superação destas, além de ter como conseguiram lidar com a questão da formação do profissional para atuar nas bibliotecas escolares que seriam remodeladas.

Em contrapartida, Dra. Helen Castro nos alertou para a necessidade de entender a biblioteca escolar como uma política pública. Sua criação e manutenção deve estar prevista nos planos municipais, estaduais e até no plano federal de educação, o que deixa clara a importância do envolvimento dos coordenadores políticos, além da participação de bibliotecários, estudantes de Biblioteconomia e Ciência da Informação, pesquisadores e professores na consolidação da Lei 12.244/10.

Ouvir colegas bibliotecários que estão desenvolvendo pesquisas que têm como pano de fundo a biblioteca escolar, por sua vez, serviu para elucidar ainda mais a necessidade de aprofundamento em pesquisas sobre a realidade das bibliotecas escolares brasileiras e seus afazeres cotidianos. Temos ainda muito a aprender até consolidar nossas experiências e conhecimentos sobre a Biblioteconomia Escolar.

Eduardo Valadares (CRB-6/ES 615)

Delegado do CRB-6 no Espírito Santo

Participar do CBBD é sempre uma ótima oportunidade de estreitar relações com instituições importantes, bem como conhecer pesquisas e relatos de experiências na Biblioteconomia brasileira. 

Especialmente no “2° Fórum Brasileiro de Biblioteconomia Escolar: pesquisa e prática” pude apresentar um trecho da minha pesquisa de mestrado e fazer importantes networks com bibliotecários e pesquisadores que são referência nesta área.

Fernanda Alvarenga (CRB-6/2220)

Bibliotecária Gerente do CRB-6

O CBBD foi uma ótima oportunidade de atualização profissional. O congresso aborda diversos eixos de atuação, trazendo novas informações e mostrando projetos implantados com sucesso em bibliotecas espalhadas pelo mundo. Os trabalhos apresentados pelos colegas bibliotecários são muito interessantes, geram novas ideias e troca de informações entre os profissionais. É importante para nós, que trabalhamos com informação, nos mantermos sempre atualizados ao mercado, novas mídias e tecnologias.             

Lúcio Alves Tannure (CRB-6/2266)

Bibliotecário Fiscal do CRB-6

Acredito ser bastante importante a participação de bibliotecários nos congressos da área, não somente para atualização ou envolvimento com temáticas novas, mas também para fazermos contatos com profissionais de outras regiões, conhecermos outras realidades e dificuldades enfrentadas. Essa troca de experiências é muito importante para o nosso crescimento profissional e para o fortalecimento da biblioteconomia como ciência. Acredito que todos os profissionais deveriam participar, pois a nossa classe sempre teve a fama de ser desunida e a participação nesses eventos é uma boa oportunidade para mostrarmos a nossa importância, força e união!

Diversos profissionais também participaram do evento, por intermédio das empresas em que atuam. Confira o que nos diz a bibliotecária da unidade SENAI de Poços de Caldas:

Débora Andrade Militani (CRB-6/3247)

SENAI Poços de Caldas

O evento foi fantástico e serviu pra mostrar que, independentemente do tipo de biblioteca, os desafios e preocupações quanto ao futuro de nossa profissão, nossa atuação junto ao público e os espaços de trabalho em que estamos inseridos são bem comuns entre nós. O evento possibilitou uma aproximação ao que de mais atual está sendo discutido em nossa área, desde recentes tecnologias a novas práticas e preocupações do bibliotecário.

Além disso, é muito tranquilizador saber que nossas ações no SENAI estão em consonância com as atuações de outros profissionais de outras regiões e países e que nossas dúvidas e desafios são comuns a todos da área. É justamente em oportunidades como essa, de estar presente num evento tão grandioso, que podemos dialogar, questionar e refletir sobre nossa atuação. É um momento valioso de busca de conhecimento, reciclagem e inovação. Sou bibliotecária do SENAI em Poços de Caldas e é muito gratificante perceber que a empresa vem valorizando cada vez mais nosso trabalho, incentivando e dando oportunidade de participar de eventos como o CBBD. 

NOTA 2.2 (Small)

Representantes do CRB-6 no CBBD 2015: Lúcio Alves Tannure, bibliotecário fiscal; Edvânia Guedes, conselheira;  Mariza Martins Coelho, presidente; Fernanda Alvarenga, bibliotecária gerente e Álamo Chaves, tesoureiro.

This entry was posted in Eventos and tagged , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*