Em Ouro Preto, Fórum das Letras 2015 terá mais de 80 convidados

NOTA 4.3

Cinco dias, cerca de 40 sessões, entre debates, workshops e intervenções artísticas, com a participação de mais de 80 autores de nacionalidades diversas, além de uma homenagem e exposição em memória do escritor Graciliano Ramos: este será o clima de Ouro Preto entre os dias 4 e 8 de novembro, quando será realizada mais uma edição do Fórum das Letras, encontro literário que se tornou referência em todo o Brasil por seu caráter inclusivo, democrático e de fomento à leitura. O evento, inteiramente gratuito, será realizado em torno do mote Diversidade Cultural e Liberdade de Expressão. O Fórum das Letras de Ouro Preto é uma realização da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).

“Estamos em um momento crucial da história, em que é preciso trabalhar ativamente pela paz e compreensão entre culturas diferenciadas. As narrativas que diferentes culturas constroem sobre o mundo falam de sua relação com o meio. Os conflitos vividos em nossa era tão conturbada se originam, muitas vezes, dessa cisão entre o homem e suas formas de expressão”, explica a idealizadora e coordenadora do evento, a escritora Guiomar de Grammont.

Contribuindo para a aproximação entre autores e leitores, a compreensão da diversidade cultural, o respeito às individualidades e os debates sobre a produção artística e literária, estarão presentes nomes como Ana Elisa Ribeiro, Betty Mindlin, Carlito Azevedo, Cecília Boal, Christian Dunker, Conceição Evaristo, Cremilda Medina, Fabio Weintraub, Felipe Pena, Geraldo Carneiro, Heliete Vaitsman, Jards Macalé, João Batista Melo, Jorge Mautner, Juremir Machado, Laerte Coutinho, Luize Valente, Marcelino Freire, Miriam Leitão, Pedro Vasquez, Roger Mello, Sérgio Abranches e Vladimir Safatle, entre outros nomes de peso. Completam esta seleção os convidados internacionais John Dinges (EUA), José Luís Peixoto (Portugal) e Lopito Feijóo (Angola).

Vale destacar, ainda, a inauguração da primeira casa de refúgio para escritores da América Latina, conforme anúncio feito na edição de 2014, quando os representantes do International Cities of Refuge Network (Icorn) e da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) assinaram a carta de intenção. Na oportunidade, estará presente o primeiro autor a ser abrigado pela instituição, contribuindo assim para a liberdade de expressão daqueles que sofrem com censuras e perseguições de regimes totalitários em seus países de origem, iniciativa que ganha ainda mais corpo em tempos atuais.

“O fato de Ouro Preto acolher um projeto como esse é de extrema importância, já que a cidade foi palco de movimentos de resistência e de lutas pela liberdade. A Inconfidência, o movimento de insurgência mais importante do Brasil colonial, foi realizado por uma agremiação de poetas, a Arcádia Mineira. Esse movimento é revivido simbolicamente todos os anos com a homenagem a Tiradentes. Ouro Preto é a cidade ideal para celebrar a liberdade de expressão”, afirma Guiomar de Grammont.

HOMENAGEM

O debate inaugural do Fórum das Letras de Ouro Preto fará uma homenagem a um cânone da literatura nacional, Graciliano Ramos, cuja obra é marcada por alta complexidade social, política e psicológica. Dessa forma, a mesa Graciliano Ramos e a liberdade de expressão contará com a presença do escritor Ricardo Ramos e da ensaísta Elizabeth Ramos, netos do autor, além de Audálio Dantas, autor de A infância de Graciliano Ramos, e Wander Melo Miranda, autor de diversos estudos e livros sobre o alagoano.

Também será montada a exposição A palavra foi feita para dizer, com manuscritos, fotos e vídeos em memória do escritor. A mostra contou com o envolvimento do crítico literário Lourival Holanda, dos fotógrafos Walter Craveiro e Evandro Teixeira, dos pesquisadores Ieda Lebensztayn e Thiago Mio Salla, Luiza Ramos Amado e Selma Caetano.

CICLO JORNALISMO E LITERATURA

Como tradicionalmente acontece, o Fórum das Letras de Ouro Preto será palco para discussões e reflexões relacionadas à produção jornalística. Coordenado pela professora Marta Maia, o núcleo receberá alguns dos mais importantes jornalistas brasileiros, como Adriana Carranca (Estado de S. Paulo), Audálio Dantas, Fernando Portela, Laura Capriglione (Jornalistas Livres), Leonardo Sakamoto (ONG Repórter Brasil) e Marina Amaral (Agência Pública).

O Ciclo Jornalismo e Literatura contará, ainda, com a oficina “Jornalismo em Quadrinhos”, ministrada pelo artista gráfico Robson Vilalba (Gazeta do Povo), vencedor do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos em 2015. A participação é gratuita, com inscrições presenciais no Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA), local de realização dos debates, a partir de 5 de novembro.

#DASLETRAS

Pelo segundo ano consecutivo, o Fórum contará com o #DasLetras, espaço destinado a debates sobre a relação da literatura com outras artes, questões comportamentais etc. Com curadoria do professor Bernardo de Amorim, a programação contará com as mesas Vozes da diversidade: a prosa brasileira contemporânea, com Conceição Evaristo, Uelinton Alves e Betty Mindlin; Texturas no corpo da cidade: dramaturgias do espaço e intervenções poéticas, com Larissa Alberti, Jéssica Balbino e Luciana Romagnolli; e Os poetas e o politicamente correto, com Ana Elisa Ribeiro, Lopito Feijó (Angola), Geraldo Carneiro e Antônio Calloni.

FÓRUM DAS LETRINHAS

Com o objetivo de estimular a leitura desde a infância, o Fórum das Letras de Ouro Preto promove também o Fórum das Letrinhas. O braço infantojuvenil do evento contribui para a formação de estudantes das instituições de ensino da rede pública e privada de Ouro Preto, Mariana e distritos, com dezenas de atividades pedagógicas e educacionais. Além disso, estão previstos espetáculos teatrais e contações de histórias.

Em 2015, o Letrinhas segue democratizando o acesso à literatura infantil, por meio de oficinas de formação e debates, junto aos professores, alunos e alunas das escolas da região. Na programação, destaca-se a participação de Roger Melo, vencedor do Prêmio Hans Christian Andersen (2014), considerado o Prêmio Nobel da literatura infanto-juvenil, e a premiada ilustradora e escritora Mariana Massarani. O Fórum das Letrinhas tem patrocínio exclusivo da Petrobras.

O FÓRUM DAS LETRAS

O Fórum das Letras de Ouro Preto, um dos empreendimentos literários mais famosos no Brasil, é anualmente organizado pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), tendo como idealizadora a professora Guiomar de Grammont. Ele foi criado com o objetivo de instaurar entre escritores e leitores uma fértil interação e também no intuito de destacar o significativo papel da cidade de Ouro Preto, Patrimônio Cultural da Humanidade.

O principal objetivo do evento é construir uma ponte entre as culturas de língua portuguesa, promovendo o encontro entre criadores, editores, divulgadores, críticos e interessados na literatura dos diferentes países e comunidades dessas mesmas culturas. Com 11 anos de realização, o Fórum das Letras contribuiu consideravelmente para a formação de leitores na região dos Inconfidentes, notadamente em Ouro Preto, cidade Patrimônio Mundial, e para o desenvolvimento sustentável através da formação de leitores.

Desde sua gênese, o Fórum se constituiu um espaço para o desenvolvimento de propostas em comum para promover o acesso dos autores lusófonos aos espaços de divulgação e difusão das suas obras no mundo, acesso por vezes dificultado por questões exteriores ao universo literário.

O evento conta com patrocínio do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, BNDES, Petrobras (patrocinador exclusivo do Fórum das Letrinhas) e Samarco. Governo Federal: pátria educadora.

Mais informações: www.forumdasletras.ufop.br.

This entry was posted in Eventos and tagged , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*