Peça de teatro baseada no livro de Ignácio de Loyola Brandão faz três apresentações em Belo Horizonte

O menino que vendia palavras

Baseado na obra de Ignácio de Loyola Brandão, “O menino que vendia palavras” faz três apresentações em Belo Horizonte, nos dias 29 e 30 de setembro, sábado às 17h e domingo às 11h e 16h, no Teatro Sesiminas. Com direção de Cristina Moura e dramaturgia de Pedro Brício, o espetáculo tem no elenco Eduardo Moscovis, Pablo Sanábio, Letícia Colin, Renato Linhares, Luciana Fróes e Raquel Rocha.

Vencedor do prêmio Jabuti de 2008 como melhor livro de ficção, a produção conta a história de um menino (Pablo Sanábio) que tem muito orgulho de seu pai (Eduardo Moscovis), um homem culto, inteligente, que conhece as palavras como ninguém. Se os amigos do menino querem saber o significado de alguma palavra, é ao pai dele que sempre recorrem. A curiosidade das crianças é tão grande que o menino logo percebe: e se começasse a negociar o significado das palavras?

Para escrever esta história, o jornalista Ignácio de Loyola Brandão se inspirou em sua própria infância, na cidade de Araraquara, interior de São Paulo, nos anos 40. Seu pai, assim como o pai do personagem do livro, era um apaixonado pelas palavras que conseguiu formar uma biblioteca com mais de 500 volumes. Segundo Ignácio conta, foi o pai quem o incentivou a ler desde que foi alfabetizado. E revela outra verdade: sim, ele chegou a trocar com seus colegas de classe palavras por bolinhas de gude e figurinhas.

Parietal, Tetragonóptero, Catáfora, Epísio, Nacele, Gorgolão, Hoste, Matroca, Alforje. Alguém aí sabe o que isso quer dizer? Está aberta a temporada de caça aos significados!

>> Mais informações

This entry was posted in Eventos. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*