Nota de Esclarecimento – Caso Joanésia (MG)

Data de publicação: 14/05/2012

Publicado no Boletim Eletrônico CRB-6

Os Conselhos Profissionais em todo o País são responsáveis pelo registro dos profissionais de determinada área, pela fiscalização do exercício da profissão nos Estados a qual pertencem, além de tratar do código de ética profissional.

Questões salariais, como o piso da categoria, são de responsabilidade exclusivamente sindical. Em Minas Gerais, área de atuação do Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6), não existe sindicato, acordo ou convenção coletiva específica para os bibliotecários, portanto, não há piso salarial estabelecido em lei, de modo que, por isso, não há um parâmetro legal, senão o próprio mercado de trabalho, para determinar salários.

O CRB-6, se chamado a interferir em assuntos de natureza salarial, especificamente de concursos públicos, quando em desacordo com o praticado no mercado de trabalho, ainda que não seja de sua alçada, tem por prática questionar as instituições sobre os salários oferecidos, visando esclarecer e orientar o empregador em relação à profissão do Bibliotecário. Para tal, é enviado um ofício a essas instituições com orientações sobre a questão e recomendações na qual são solicitadas as adequações necessárias. É importante ressaltar que o Conselho apenas tenta negociar a questão salarial de maneira informativa, além de se ocupar da fiscalização nas instituições exigindo o provimento da vaga de bibliotecário em bibliotecas, caso não haja o profissional no quadro de pessoal.

PREFEITURA DE JOANÉSIA (MG)
O CRB-6 tomou conhecimento, por meio de uma denúncia, de um edital para concurso público no qual o salário para a vaga do cargo de Bibliotecário era menor que o oferecido a outros cargos de nível superior com a mesma carga horária de trabalho, na cidade mineira de Joanésia, localizada na Região do Vale do Aço. O CRB-6 informa que, tão logo tomou ciência do edital, enviou um ofício para a instituição que promove o concurso com orientações sobre a questão.

O CRB-6 ressalta, ainda, que o Presidente do Conselho, Antônio Afonso (CRB-6/2637), buscou pessoalmente a apuração desse fato tendo, na última semana, feito contato com a prefeitura de Joanésia para orientar os responsáveis pelo concurso sobre a questão salarial. Este contato vem reforçar o empenho do CRB-6 na defesa e divulgação dos Bibliotecários em todo o Estado.

A prefeitura da cidade, até o fechamento desta edição do boletim, não havia se pronunciado.

Fonte: http://www.crb6.org.br/noticias_crb.php?codigo=448

This entry was posted in Boletim Eletrônico CRB-6, Fiscalização. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*