Crianças mapeiam histórias em escola de Poços de Caldas (MG)

Iniciativa da BiblioArte LAB traz vida à cartografia com a inclusão de narrativas

Os alunos da Escola Municipal Maria Ovidia Junqueira, em Poços de Caldas (MG), estão reinventando a forma de se relacionar com os mapas e mostrando que a cartografia também pode ser um poderoso instrumento de mediação de leitura. A iniciativa, intitulada LAB Hiperespaços Poéticos integra o BiblioArte LAB, projeto desenvolvido pela ONG Casa da Árvore, que promove inovações em bibliotecas públicas e escolares no sul de Minas Gerais ao integrar cultura digital e novas linguagens ao desafio de incentivar a leitura entre crianças e adolescentes.

No papel, os alunos identificam suas casas e desenham seus trajetos cotidianos até a escola (Foto: Divulgação/BiblioArte LAB)

Durante quatro semanas, as crianças aprenderam que um mapa pode ser mais do que uma representação gráfica. “O mapa digital permite interações. Fazer o link de uma localização com um vídeo, uma fotografia ou uma história escrita de um movimento e vida à cartografia clássica”, conta o estudante de Geografia e monitor de educação integral da escola, João Paulo Ferraz. “Foi uma experiência única colocar a minha história ali dentro. Um mapa não é só um pedacinho de papel, ele é mais que isso. É uma parte da nossa vida e cada pontinho ali pode ter uma história escondida”, conta a aluna Maria Eduarda Ferreira, de 11 anos.

Utilizando o Google Maps, os alunos assinalam locais onde histórias marcantes de suas vidas aconteceram (Foto: Divulgação/BiblioArte LAB)

O coordenador da iniciativa, Aluísio Cavalcante, explica que, por meio do projeto, as ruas, o bairro e a cidade tornam-se potencialmente plataformas livres de mediação de leitura. “A nova cartografia nos permite criar colaborativamente camadas de significados para nossos territórios. Quando uma criança compreende as possibilidades dessa narrativa híbrida, passa a ter maior poder sobre seu espaço social e capacidade para transformá-lo”, explica.

Sobre o projeto

Até o final de 2017 o projeto BiblioArte LAB irá promover ações como o LAB Hiperespaços Poéticos em outras 12 bibliotecas públicas e escolares em Poços de Caldas. Implantado desde o início de 2016, o projeto tem sede na Biblioteca Municipal Centenário, onde mantém uma programação anual do Laboratório Comunitário de Inovação em Prática de Leitura e Formação de Leitores. Para mais informações, acesse a página do projeto no Facebook ou o site da Casa da Árvore.

Cidade Leitora

A cidade de Poços de Caldas, considerada uma “cidade leitora”, já foi destaque em matéria de capa na Revista CRB-6 Informa. Confira a matéria completa aqui.

This entry was posted in Sem categoria and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentar

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*