Sistema de Bibliotecas da UFMG integra livro “Universidade, memória e patrimônio”

A obra enfatiza a importância de se resgatar a memória universitária e a necessidade de institucionalizar as políticas de preservação

A partir da esquerda, Andrea Moreno, Diná Marques, Wellington Marçal e Adalson Nascimento (Foto: Divulgação/UFMG)

A partir da esquerda, Andrea Moreno, Diná Marques, Wellington Marçal e Adalson Nascimento (Foto: Divulgação/UFMG)

Como parte do Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil, foi lançado, no dia 19 de dezembro, o livro “Universidade, memória e patrimônio”, organizado pelos professores Adalson Nascimento, da Escola de Ciência da Informação (ECI/UFMG), e Andrea Moreno, da Faculdade de Educação (FAE/UFMG). A obra reúne estudos de servidores docentes e técnicos-administrativos em educação da UFMG e do CEFET sobre a preservação da memória em arquivos, bibliotecas, centros de memória e museus dessas instituições.

Entre os servidores que contribuíram com o conteúdo do livro estão alguns profissionais do Sistema de Bibliotecas (SB/UFMG). No capítulo “As bibliotecas e a memória da Universidade Federal de Minas Gerais”, os gestores da Biblioteca Universitária (BU), Wellington Marçal (diretor) e Anália Gandini (vice-diretora), com Carlos Alberto Ávila, diretor da ECI, abordam o papel da instituição biblioteca, sobretudo das bibliotecas universitárias. Além disso, destacam o trabalho realizado no SB/UFMG, enfatizando sua “robustez e dinamicidade”. Relatam a trajetória do Sistema, desde a criação da Coordenação de Bibliotecas Universitárias, em 1968, passando pela automação das bibliotecas, em 1996, até a apresentação do atual organograma da BU, com as funções desempenhadas por cada setor. “Resgatar a trajetória do Sistema de Bibliotecas é resgatar parte importante da identidade e memória da UFMG”, afirma Wellington.

Como parte deste resgate da memória institucional, no capítulo “O acervo de obras raras e especiais do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Minas Gerais”, os dirigentes da BU e a bibliotecária Diná Marques, coordenadora técnica da Divisão de Coleções Especiais e Obras Raras da UFMG, abordam os conceitos de “livro raro” e “livro antigo”, apresentam como se deu a formação do acervo de obras raras e especiais da UFMG e abordam a política de desenvolvimento de acervos raros e especiais em bibliotecas universitárias.

Além desses temas relacionados ao Sistema de Bibliotecas, o livro conta com estudos sobre museus e coleções universitárias, patrimônio acadêmico-científico da Universidade, arquivos institucionais de arquitetura, patrimônio biológico universitário e arquivo histórico do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.

Fonte: Sistema de Bibliotecas UFMG

This entry was posted in Sem categoria and tagged , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*