Acervo sobre Brasil é aberto em universidade dos EUA

A Universidade Brown, uma das mais tradicionais dos Estados Unidos, inaugura hoje a sua coleção Brasiliana.

A coleção tem como âncora a biblioteca pessoal do brasilianista Thomas E. Skidmore, 80, doada à universidade em 2006. São 6.000 livros, em português e inglês, dos séculos 19 e 20, em áreas relacionadas a nacionalismo, política, raça, economia e história brasileiros.

Na coleção também há desde literatura de cordel às primeiras críticas literárias ao trabalho de Machado de Assis, além de panfletos da Igreja Positivista do Brasil, livros sobre espiritismo, escravidão e a luta abolicionista.

A Brasiliana é uma iniciativa do professor de História e Estudos Brasileiros James Green, que dirige a coleção.

O lançamento uniu os Centros de Estudos Latino-Americanos e do Caribe e os Departamentos de Estudos brasileiros e portugueses.

Localizada em Providence, a 250 km de Nova York, e fundada em 1764, a Universidade Brown tem uma das maiores coleções de livros de América Latina e Brasil nos Estados Unidos. Sua biblioteca possui 6,8 milhões de livros.

O acervo do brasilianista foi catalogado e organizado pelos alunos nos últimos dois anos e um site será lançado para facilitar o acesso à documentação.

Fonte: Folha UOL | Raul Juste Lores

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*