Alquimia bibliotecária

A Alquimia é uma prática antiga que combina elementos da química, antropologia, astrologia, magia, filosofia, metalurgia, matemática, misticismo e religião. Como se nota, a prática da alquimia engloba diversas áreas do conhecimento humano utilizando-se de elementos teóricos e práticos, por isso não é exagero alguém dizer que o ofício de bibliotecário é a alquimia do conhecimento humano. A alquimia fundamenta-se em quatro objetivos principais: o primeiro é a transmutação dos metais em ouro, o segundo a obtenção do Elixir da Longa Vida – capaz de curar todas as doenças de quem o ingerir, o terceiro objetivo seria o de criar uma vida humana artificial também conhecida como homunculi e o quarto e último objetivo consistia em enriquecer rapidamente a realeza.

A principal e mais difundida ideia da alquimia é a transformação de metais em ouro, alguns estudiosos defendem que essa ação está diretamente ligada a uma metáfora de mudança de consciência, onde a “pedra”, por exemplo, seria a mente humana transformada em ouro, ou seja, em sabedoria. O bibliotecário faz uso de seus conhecimentos para selecionar as melhores fontes de informação para seus usuários, usando todo seu conhecimento de “alquimista” para disponibilizar a informação no tempo certo, na hora certa, além disso, esse ser mágico que contribui para transformar o dado em informação capaz de gerar conhecimento tem um papel crítico e influenciador na instituição onde atua, sua visão holística das necessidades do uso da informação é simplesmente algo encantador.

Caro amigo bibliotecário, seja bem-vindo ao mês de março, o mês onde é celebrado o seu dia e sua magia é reconhecida, tenha sempre em mente que os encantos dessa profissão perpetuam, ao longo da história através do desenvolvimento intelectual humano.

O bibliotecário tem suas raízes no passado, deve estar preparado para entender o presente e desbravar o futuro. Os desafios da prática bibliotecária na era da informação aumentam a cada dia, o caminho mais louvável para superá-los é transformá-los em oportunidade… É saber transformar a “pedra” em ouro!

Fonte: Vértice Books | Cátia Cristina Souza

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*