Bibliotecas rurais vão beneficiar mais de 1,2 mil famílias no Pará

Nestes 10 anos de programa, foram implantadas 10.305 bibliotecas, distribuídos dois milhões de livros em 2.339 municípios brasileiros e capacitados mais de 18,5 mil agentes de leitura em todo o país    (Foto: MDA)

Nestes 10 anos de programa, foram implantadas 10.305 bibliotecas, distribuídos dois milhões de livros em 2.339 municípios brasileiros e capacitados mais de 18,5 mil agentes de leitura em todo o país (Foto: MDA)

O programa de bibliotecas rurais Arca das Letras, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), chega a mais 15 comunidades paraenses, beneficiando mais de 1,2 mil famílias de agricultores familiares que vivem na zona rural dos municípios de São Domingos do Capim e Irituia.

A iniciativa busca estimular a leitura das pessoas que vivem no meio rural. “Com essa ação, as famílias paraenses, que vivem distantes dos centros urbanos, vão ter uma arca disponível em suas comunidades. Elas terão a possibilidade e a oportunidade de transformação por meio do livro e da leitura”, afirma a coordenadora do Programa Arca das Letras, Dione Ferreira.

A entrega vai reforçar a presença do programa nessas comunidades rurais. São Domingos do Capim já conta com seis bibliotecas e Irituia quatro. Com mais essa ação, o total de bibliotecas implantadas no Pará chega a 562, atendendo a 96 dos 144 municípios do estado.

O evento de entrega será no Centro Comunitário da Vila Presença, em São Domingos do Capim, com a capacitação de 67 agentes de leitura – voluntários escolhidos pela comunidade para gerenciar o empréstimo de livros e as ações de incentivo à leitura. Na sequência, as Arcas e os acervos serão entregues às comunidades. “Esperamos que os agentes de leitura desenvolvam um bom trabalho de mediação e estímulo à leitura, para que atraiam mais leitores para a biblioteca”, completa Dione.

Sobre o Programa

Criado pela Secretaria de Reordenamento Agrário do MDA, em 2003, o Programa Arca das Letras já beneficiou mais de um milhão de famílias de agricultores familiares, assentados da reforma agrária e do Crédito Fundiário, pescadores, remanescentes de quilombos, indígenas e populações ribeirinhas.

Conta com uma importante rede de parceiros que apoiam o programa com a doação de livros e material gráfico, com a construção dos móveis-bibliotecas e nas diversas atividades que envolvem a implantação das bibliotecas nas comunidades.

Nestes 10 anos de programa, foram implantadas 10.305 bibliotecas, distribuídos dois milhões de livros em 2.339 municípios brasileiros e capacitados mais de 18,5 mil agentes de leitura em todo o país.

Fonte: Agência Brasil

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*