Indicação de leitura: O Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe

Givanilda Maria
Bibliotecária (CRB-8/9619)

Essa semana vou indicar um livro que li junto com meu filho, foi uma leitura maravilhosa, pois a história nos mostra como deixamos de perceber a simplicidade das coisas. Ele nos traz à tona sentimentos que tínhamos quando criança e que, com a vida corrida que levamos, deixamos para trás sem perceber. Nós bibliotecários, sabemos da importância da leitura para o desenvolvimento intelectual, para a vida escolar, para aprender e é claro, para podermos viajar para onde quisermos. Esse livro é um daqueles que quando acaba, já dá vontade de ler de novo.

O livro começa com uma pane no avião do autor que também é o narrador, que se vê obrigado a aterrissar no deserto do Saara. Numa certa manhã, ele acorda e se depara com o Pequeno Príncipe, que pede para que ele lhe desenhe um carneiro. Isso é um problema para o narrador, pois quando criança teve uma experiência traumática com um desenho que fez de uma jiboia que engoliu um elefante. Porém, o Pequeno Príncipe, consegue ver o que realmente ele havia desenhado, e lhe incentiva a fazer o desenho do carneiro. O Pequeno Príncipe, conta as suas aventuras depois de deixar seu pequeno planeta onde reside na companhia de uma rosa repleta de vaidade e orgulho, à procura de um carneiro que possa consumir os ameaçadores baobás, árvores que crescem em excesso na sua terra, inicia uma alegórica trajetória cósmica. À medida que ouve a narrativa do Pequeno Príncipe, o autor vai despertando para o valor das coisas mais simples, esquecidas pelos adultos. Como diz a raposa, amiga da criança de outra estrela, “Só se vê bem com o coração”.

Um livro feito para público infantil, mas que os adultos podem e devem ler. Essa obra foi escrita em 1943, pelo francês Antonie de Saint-Exupéry, nos Estados Unidos, um ano antes da sua morte. Já foram vendidos no mundo todo por volta de 80 milhões de volumes, e foi editado pelo menos 500 vezes. Esta obra inspirou várias produções cinematográficas, animações e adaptações, e na semana passada mais uma adaptação feita para o cinema pelo diretor Mark Obsorne.

Vamos lá, divulgar e aumentar os empréstimos! Essa leitura é uma ótima indicação.

Fonte: Vértice Books

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

One Comment