Livraria Mineiriana fechou as portas em definitivo neste sábado em Belo Horizonte

Mineiriana era uma das mais charmosas livrarias de rua da capital mineira (Foto: Luiz Costa/Hoje em Dia)

Mineiriana era uma das mais charmosas livrarias de rua da capital mineira (Foto: Luiz Costa/Hoje em Dia)

Batizada, como o próprio site oficial informa, de “Mineiriana” em homenagem à terra de grandes escritores, como Guimarães Rosa, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino e Henriqueta Lisboa, para citar alguns; uma das mais charmosas livrarias de rua da capital mineira teria fechado definitivamente suas portas neste sábado (28).

Embora os responsáveis pelo estabelecimento (localizado na rua Paraíba, 1.419) não confirmem, fontes ouvidas pelo Hoje em Dia garantem que o ponto será mesmo entregue, ainda que não em função da disparada do preço de aluguéis na região, como especulado, mas por conta das próprias mudanças registradas no mercado editorial nos últimos tempos.

“É o último dia aberto ao público”, disse um funcionário, que, no entanto, pediu para não ser identificado. Entre os clientes, o sentimento já era de saudosismo. “É lamentável que a cidade vá perdendo os seus equipamentos culturais. Esta já é a terceira livraria da Savassi a encerrar as atividades recentemente.

Ouvi falar que a livraria pode reabrir com um novo dono. Seria um consolo”, contou o economista Moisés Machado, cliente fiel do estabelecimento, que, pela manhã deste sábado, sediou o lançamento do livro “Para Entender o Jornalismo”, organizado pelos professores Bruno Souza Leal, Elton Antunes e Paulo Bernardo Vaz, o Paulo B. De fato, alguns dos presentes aventavam a hipótese de outra livraria da cidade migrar para o espaço.

Entre o público que acorreu ao local, hoje pela manhã, estava o ex-prefeito de Belo Horizonte e ex-ministro (do Desenvolvimento Social) Patrus Ananias, que se mostrou surpreso com a notícia de um eventual encerramento das atividades da Mineiriana. A notícia também reverberou, durante o horário do almoço, entre frequentadores de restaurantes da região, como o La Traviata, na Cristóvão Colombo.

Durante o mês de março, no local de 550 metros quadrados ocupado pela Mineiriana, alguns livros eram oferecidos com até 70% de desconto. Não por outro motivo, neste sábado, pela manhã, não era raro flagrar, na fila do caixa, pessoas com muitos volumes em mãos, para pagar.

Fonte: Hoje em Dia

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*