O bibliotecário que virou autor gótico

Romance “Loney” ganha elogios de Stephen King

Durante anos, Andrew Michael Hurley foi um escritor amador que vivia em Preston, no noroeste da Inglaterra. Ele trabalhava meio período como bibliotecário e suas horas vagas eram dedicadas à escrita de um romance sombrio, que combinava a desolada paisagem do litoral inglês com as memórias da criação cristã. Hurley enviou o manuscrito para agentes literários e editoras, mas as poucas respostas que obteve foram negativas.

Andrew Hurley, o bibliotecário que virou autor gótico (Foto: Divulgação)

Andrew Hurley, o bibliotecário que virou autor gótico (Foto: Divulgação)

Por meio da internet, ele conheceu a Tartarus Press, uma pequena editora especializada em literatura de horror, que colocou 300 exemplares de Loney, o romance de Hurley, nas livrarias. Loney chamou a atenção da John Murray, uma editora britânica, que patrocinou uma segunda fornada do livro, bem mais farta. O romance ganhou elogios de Stephen King, o mestre da literatura de terror, além de ótimas resenhas na imprensa britânica e, por fim, o prestigioso Prêmio Costa.

O livro foi classificado como um romance “gótico” por resgatar a tradição literária que toma a natureza selvagem como reflexo dos conflitos morais de personagens atormentados. Loney existe fora das páginas e fica nos arredores da cidade onde o escritor vive. “Quis investigar o que a fé significa para as pessoas. A fé traz conforto moral, mas também pode ser uma permissão para todo tipo de atrocidade”, diz. Hurley pinta o litoral inglês como um lugar soturno, assombrado por seres espectrais e estagnado no tempo. A mesma descrição se aplica a religiões tradicionais, como a católica, com suas liturgias centenárias e sua resistência a mudanças. O autor prepara um novo romance para o próximo ano.

Serviço:
Loney
Andrew Michael Hurley
304 páginas
2016
Intrínseca
R$ 39,90
Compre aqui

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas and tagged , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*