Professora do ES é premiada por usar música em aula para crianças

Geisa usou flautas para que as crianças melhorassem o aprendizado. Alunos escrevem e desenham a mesma história mostrando visões diferentes.

Flauta deu toque especial às aulas para alunos do 1º ano (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Flauta deu toque especial às aulas para alunos do 1º ano (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

A sensiblidade de levar música à sala de aula foi a receita de sucesso para que uma professora dde Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, fosse reconhecida nacionalmente. Depois de montar uma “sequência didática” utilizando flautas para incentivar o interesse pela literatura infantil, Geisa Nara Dias teve a proposta educativa selecionada como uma das 20 melhores de todo o país pelo Projeto Trilhas, promovido pelo Instituto Natura. Agora, a proposta da professora vai fazer parte do Caderno Trilhas de Leitura pelo Brasil, e será enviado para professores de todos os estados do país.

A sequência começou a ser feita em abril de 2013. Segundo Geisa, a ideia surgiu ao observar que alguns alunos estavam tendo dificuldades na leitura e na escrita. “Fiz um diagnóstico da turma e observei que eles tinham dificuldades. Então montei essa sequência, onde trabalho com livro, com autor, faço atividades de interpretação, reconhecimento de letras e sons e musicalização, já que o livro fala da flauta”, explicou.

Depois de contar e cantar a história, a professora também pede que os alunos escrevam e desenhem a narrativa da forma como entenderam, fazendo com que surjam as mais variadas interpretações por parte dos estudantes. Em seguida, as crianças montam quebra-cabeças bem diferentes dos convencionais, nos quais são misturados desenhos de animais diferentes.

Realizada, ela garantiu que a iniciativa trouxe grandes resultados. “Hoje, todos os alunos sabem ler, escrever e montar um texto. Isso fez toda a diferença no aprendizado dos alunos, pois eles começaram a procurar a biblioteca, a ler mais, a levar livros para casa. A atividade despertou várias habilidades que eles tinham”, garantiu.

Para ela, o resultado é um grande motivo de orgulho. “Minha proposta disputou com outras 600 do Brasil inteiro e dessas 600, 20 foram contempladas, e eu fui uma dessas contempladas. Tudo que a gente faz com muito amor, uma hora vem o reconhecimento. Então o trabalho foi todo realizado com muito amor. Eu gosto muito daquilo que eu faço”, disse.

O projeto

Criado pelo Instituto Natura em 2009, o Projeto Trilhas contempla publicações que auxiliam o trabalho dos professores na leitura, escrita e oralidade. Trata-se de um conjunto de materiais elaborado para instrumentalizar e apoiar o trabalho docente no campo da leitura, escrita e oralidade, com o objetivo de inserir as crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental em um universo letrado.

Segundo a professora, rendimento dos alunos melhorou após prática (Foto: Gislene Nara Dias)

Segundo a professora, rendimento dos alunos melhorou após prática (Foto: Gislene Nara Dias)

Até o momento, a iniciativa já beneficiou 3 milhões de alunos da rede pública de ensino e 72 mil instituições no Brasil. As 20 ações escolhidas serão publicadas em um livro especial chamado “Trilhas de Leitura pelo Brasil”, que poderá ser acessado através do portal do Trilhas, para escolas de todo o país.

Fonte: G1 | Naiara Arpini

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*