Sem biblioteca, crianças da zona rural aproveitam feira para tirar o atraso

A paixão pelos livros foi que o motivou as estudantes Karine Maria, 12 anos, Lia Raquel, 11 anos, e Thalita Rauanna, 12 anos, a acordar cedo na quinta-feira (13) para participar da II Feira do Livro que acontece dentro do IX Festival de Cultura de Oeiras, localizada a 316 Km de Teresina. As adolescentes, que moram em um povoado da zona rural do município, contam que o evento estava sendo bastante aguardado porque, segundo elas, este é o momento em que podem ter acesso a outros títulos.

“Gosto de ler, mas não tenho muitas possibilidades de praticar porque moro na zona rural. Além disso, não temos uma biblioteca na localidade e eu já conheço a história de todos os livros que estão disponíveis na biblioteca da escola. Então, espero ansiosamente pela Feira de Livros da cidade. Quando chego aqui não quero saber das outras oficinas. Me dedico somente para os livros e para os fascínios que eles trazem, pois fico imaginando cada cena escrita pelo autor”, ressaltou a adolescente que em duas horas havia lido seis livros.

Segundo Lia Raquel, a meta é ler o maior número de livros possíveis. “Quando retornamos a nossa realidade, não teremos esta quantidade de livros disponíveis para leitura, por isso mal terminamos de ler um livro, já pegamos outros”, disse a estudante.

O Festival de Cultura e a Feira literária aconteceram paralelamente nos dias 13 a 15 de novembro na Praça da Vitória, no Centro de Oeiras. De acordo com a Prefeitura do município, organizadora dos eventos, cerca de 30 mil pessoas eram esperadas nos três dias.

Os 30 alunos do Centro Educacional Construindo o Amanhã, localizado na cidade de Paulistana, Sul do Piauí, acordaram cedo na quinta-feira (13) e percorreram mais de 200 Km para ter um encontro com o mundo dos livros durante a II Festival de livro .

A coordenadora da excursão literária, Helkileny de Araújo, 52 anos, disse que os alunos estavam ansiosos para participar da feira e ficaram encantados com a quantidade de livros que estão disponíveis para leitura na Praça da Vitória.“A viagem durou cerca de três horas porque saímos de Paulistana às 6 e chegamos por volta de 9h em Oeiras. Nem mesmo o cansaço tirou o ânimo das crianças”, contou a coordenadora.

O escritor O.G Rêgo de Carvalho, natural de Oeiras, que faleceu em 2013 foi o homenageado do Festival. A programação do evento conta ainda com participação do cartunista Ziraldo, criador de personagens mais famosos da literatura infantil: o menino maluquinho.

Fonte: G1

This entry was posted in Artigos, matérias e entrevistas. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*