Biblioteca Municipal de Vitória é reaberta

Casarão que abriga o equipamento é cenário do imaginário popular

Depois de funcionar por mais de 20 anos na Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música (Fafi), e alguns meses na antiga sede da Secretaria de Municipal de Cultura (SEMC), a Biblioteca Municipal Adelpho Poli Monjardim foi reaberta, no final do mês passado, no casarão Cerqueira Lima. O imóvel foi erguido há mais de 100 anos na Cidade Alta e pertencia à família Cerqueira Normanha.

Casarão agora tem 17 mil títulos disponíveis para empréstimo (Foto: Divulgação)

Casarão agora tem 17 mil títulos disponíveis para empréstimo (Foto: Divulgação)

A nova sede da biblioteca, dividida em dois pavimentos, conta com um acervo de 17 mil títulos, que inclui literatura geral, infanto-juvenil e obras do Espírito Santo. No espaço, há uma exposição permanente de peças da coleção pessoal do jornalista capixaba Elmo Elton.

Imaginário popular

O novo espaço da biblioteca também já foi palco de um famoso crime da cidade de Vitória. Em 1996, mãe e filho foram mortos no casarão. O objetivo dos assassinos era roubar a fortuna da família, estimada em mais de R$ 2 milhões.

Em 1998, os herdeiros da família venderam o imóvel para a Prefeitura de Vitória, que o transformou em espaço para a educação e cultura da população.

Confira aqui uma matéria especial sobre o novo espaço da Biblioteca Municipal Adelpho Poli Monjardim, produzida pelo portal G1.

 

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*