Cada vez mais, acesso a bibliotecas se torna interativo

Confira uma lista de aplicativos voltados para esses espaços e os leitores

Cada vez mais, o acesso a smartphones e tablets possibilita a interação dos usuários a diferentes tipos de serviços. Pensando nisso, o Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6) listou os principais aplicativos que auxiliam o publico na busca e contato com obras literárias e demais serviços relacionados. Confira abaixo a seleção!

Yzye

Promover a troca e a venda de livros didáticos é o objetivo deste programa. As comercializações abrangem desde as primeiras séries até a universidade. A proposta é interessante porque permite economizar dinheiro com livros famosos pelo alto valor e por pesar o orçamento. O aplicativo está disponível para iOS e Android. Você pode acessar o site aqui.

Be My Eyes

Para ajudar deficientes visuais a realizar tarefas que exigem interação visual, o aplicativo Be My Eyes faz a leitura do conteúdo para o usuário. O programa utiliza a câmera do aparelho para dar informações por meio de áudio. O aplicativo ainda não está disponível para Android, mas pode ser baixado pela AppStore. Clique aqui para ver um post que já fizemos sobre a novidade em nosso Blog.

FastFormat

O site FastFormat.com oferece uma alternativa para os pesquisadores que produzem artigos, dissertações ou teses. A ideia é deixar a formatação dos trabalhos por conta do programa, enquanto os autores se preocupam apenas com o texto. O Blog do CRB-6 já entrevistou um dos criadores do site, Yguaratã Cavalcanti. Você pode conferir a entrevista aqui.

CPC Comparado

Para os juristas e interessados em leis, foi lançado o aplicativo CPC Compara. O programa faz a comparação entre o código civil antigo com o novo, artigo por artigo. O lançamento fez sucesso, e, em uma semana, foi baixado mais de 10 mil vezes. Você pode conferir o post que fizemos em nosso Blog aqui.

Acrópole APP

Permite a postagem de textos e a circulação desse conteúdo entre alunos de uma escola. Com esse objetivo, o aplicativo Acrópole possibilita um professor ampliar o acesso de seus alunos à informação, por meio de posts destinados a esse público específico. O programa permite, ainda, que o compartilhamento de opiniões entre os colegas, o que gera uma dinamização do conteúdo. Você pode conferir uma matéria já publicada no Blog do Conselho aqui.

Livrio

O aplicativo Livrio permite a troca de livros entre usuários do programa. A ideia também é incentivar e possibilitar o diálogo entre os leitores sobre uma obra específica, por exemplo. Para participar, o usuário cadastra seus livros e marca os títulos de interesse. Depois disso é só combinar com outros leitores e compartilhar as obras. Mais informações neste site do programa.

Projeto Aprender: Incentivo à Leitura no Processo de Alfabetização

Alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) desenvolveram um software que pretende estimular a leitura entre as crianças. No aplicativo é possível, com a câmera do celular, criar imagens em 3D de um livro infantil. Os criadores conquistaram o primeiro lugar em um concurso que premia inovações de estudantes. No momento, os alunos aguardam o interesse de alguma editora em publicar os livros. Confira a matéria sobre o assunto publicada no Blog do Galeno.

Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa

Aconteceu, na biblioteca pública de Belo Horizonte, um encontro para o desenvolvimento de aplicativos que ampliam o acesso dos usuários brasileiros a bibliotecas públicas. O Feito na Biblioteca tem a intenção de utilizar os dados disponibilizados pelo governo para criar um programa que facilite a interação entre o sistema e o usuário final. O projeto aconteceu de forma voluntária. Para saber mais sobre os resultados, clique aqui.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*