Empenho por bibliotecas de qualidade no Espírito Santo

CRB-6 visita cidades capixabas para ajudar a promover a discussão de melhorias na educação

A qualidade das bibliotecas presentes nas escolas da rede de ensino do Espírito Santo será objeto de análise dos agentes públicos do Estado. Após uma denúncia realizada pelo Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6), de que não há bibliotecários suficientes para gerenciar esses espaços, as bibliotecas entraram na pauta das investigações da 7ª Promotoria de Vitória (ES), vinculada o Ministério Público. Para contribuir com essas ações, a Comissão de Fiscalização do CRB-6 esteve em algumas cidades e levantou irregularidades que podem ajudar a exigir melhores condições para a educação nessas localidades.

NOTA 1

Ao todo, escolas de quatro cidades foram vistoriadas pelo bibliotecário fiscal Lúcio Tannure (CRB-6/2266). Os municípios de Vitória, Vila Velha, Serra e Fundão apresentaram, ao todo, nove autos de infração em bibliotecas de escolas estaduais, municipais e particulares.

Mariza Martins Coelho (CRB-6/1637), presidente do CRB-6, afirma que os representantes públicos precisam se mobilizar para que o ensino seja oferecido de maneira satisfatória à comunidade. “As bibliotecas escolares compõem uma das bases da educação básica. Por isso, a nossa luta pela regularização desses espaços é justa e beneficia toda a comunidade”.

Para Tannure (CRB-6/2266), membro da Comissão de Fiscalização, a preocupação maior é com a falta de profissionais capacitados para gerenciar esses espaços. Segundo o bibliotecário, há no Estado algumas instituições que recebem o nome de “Escola Viva”, e que propõe um novo modelo de ensino em tempo integral. “A infraestrutura é excelente, com ginásio, refeitório e bibliotecas bem equipadas. Porém, mesmo assim, esse formato inovador não conta com um profissional bibliotecário, que é imprescindível para uma educação ideal”, conta.

O objetivo agora é enviar um dossiê com todas as irregularidades encontradas no Estado, para munir o Ministério Público de informações sobre a falta de bibliotecários contratados no ES. Com esse levantamento em mãos, os agentes públicos podem tomar as medidas judiciais cabíveis para exigir uma melhoria da educação oferecida no Espírito Santo.

Fiscalização

Em novembro, os bibliotecários fiscais do CRB-6 realizaram diversas visitas fiscalizatórias nas cidades do interior de Minas. No Espírito Santo, os municípios de Vitória, Cariacica, Serra e Aracruz também receberam os fiscais. Para ler a matéria publicada em nosso Boletim Eletrônico sobre essas visitas, clique aqui.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*