Mistério resolvido em biblioteca da Escócia

Qual o código secreto escondido atrás das marcações nas páginas dos livros?

Um grande mistério que cercava os livros da biblioteca do pequeno vilarejo de Charleston, na Escócia, foi resolvido pela bibliotecária local. Tudo começou quando Georgia Grainger, responsável pelo espaço, foi questionada por uma usuária: “Por que todas as páginas 7 dos livros que eu peguei emprestado têm o número 7 sublinhado com caneta?”

Marcação da página sete em um dos livros da biblioteca (Imagem: @green_grainger, via Twitter)

Intrigada, a bibliotecária pesquisou e descobriu que apenas histórias antigas e voltadas para o público feminino – ou seja, romances ambientados em período de guerra – possuíam tal marcação. Conspiração? Planos secretos do governo britânico? Uma nova forma de comunicação? Que nada, a resposta era bem mais simples.

Ao conversar com a gerente do espaço, Grainger descobriu que a marcação era, na verdade, um código feito pelas idosas que usavam a biblioteca para marcar os livros que já haviam lido.

Essa era uma prática muito comum antes dos computadores e dos sistemas de empréstimos. Como as tramas desse tipo de livro eram muito parecidas, as leitoras tracejavam certas páginas, desenhavam símbolos em partes específicas ou escreviam suas iniciais em algum lugar. Assim evitavam ler o mesmo livro mais de uma vez.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*