Você sabia? Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas comemora dez anos

Carlos Alberto Santos. Foto: Agência Sebrae/BA

Emir Suaiden. Foto: Arquivo Fiocruz

Em cerimônia no último dia 06 de novembro, em Brasília, empresários e representantes das instituições que compõem o Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas (SBRT) comemoraram os dez anos de criação da rede, que atua como ferramenta de acesso à informação tecnológica para empresas, com vistas à promoção da competitividade, em especial, em atendimento aos micro e pequenos empresários e empreendedores.

Idealizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o sistema hoje é conduzido por 13 instituições parceiras e atingiu a marca de um milhão de acessos ao site do serviço (http://sbrt.ibict.br/).

“Temos 55 mil demandas registradas e 18 mil respostas técnicas variadas prontas para ser acessadas”, anunciou a coordenadora do SBRT, Vera Arcar, ao comentar a crescente demanda do portal, que aumenta 50% ao ano. “Conseguimos fazer com que as informações que antes estavam trancadas nas universidades chegassem ao micro e pequeno empresário”.

O SBRT constitui uma política pública apoiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com o suporte do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict).

A rede é formada pelo Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (CDT/UnB), pela Agência USP de Inovação, pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Rio Grande do Sul e SENAI Amazonas), pelo Instituto de Tecnologia do Paraná, pela Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (CETEC), pelo Instituto Euvaldo Lodi da Bahia (IEL-BA), pela Rede de Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro e pela Universidade do Estado de São Paulo (Unesp).

Na abertura do evento, no auditório do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTI, Álvaro Prata, falou sobre o esforço empreendido no Brasil para incluir ciência, tecnologia e inovação (CT&I) na agenda do País. “De uma maneira mais disseminada e com capilaridade o SBRT tem conseguido fazer isso, ao longo dos anos, com rapidez e levando conhecimento e tecnologia para aqueles que nos demandam”, afirmou.

HISTÓRICO

O presidente do CNPq, Glaucius Oliva, ao representar o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, fez um relato da trajetória de construção do sistema de CT&I, ressaltando os avanços obtidos no País, a partir das pesquisas científicas nas áreas de agropecuária e petróleo e na produção de aeronaves.

“Nós precisamos olhar para frente”, disse. “O desafio é levar o País a um estágio de desenvolvimento produtivo não só em commodities, mas naquilo que gera conhecimento e renda à nossa população”, acrescentou Oliva ao incluir o SBRT entre as importantes iniciativas de sucesso para fazer a ponte entre o conhecimento gerado nas universidades e as empresas.

“Informação é riqueza. Podemos comemorar os dez anos como ampla fertilidade no solo da competitividade”, comentou o diretor do Ibict, Emir Suaiden. “Os números falam por si, é um projeto vitorioso”, concordou o diretor técnico do Sebrae, Carlos Alberto Santos, que falou do serviço, entre outras medidas adotadas no País, para o fortalecimento dos pequenos negócios e para a redução da mortalidade das empresas.

“Em 2000, 48% das empresas deixavam de existir em dois anos. Em dados mais recentes, de 2008 para 2009, chegamos à marca de 73% de sobrevivência. O SBRT faz parte dessa história de sucesso”, informou. Ainda segundo o diretor do Sebrae, no portal da instituição é possível ter acesso ao site do SBRT, e os atendentes e agentes de inovação da organização são orientados a repassar informações sobre o serviço aos empresários. “Esse é o caminho que muda a história e nos ajuda a cumprir a missão de levar assistência às microempresas do nosso país”, concluiu.

Fonte: Jornal da Ciência/Ascom MCTI. Editado pelo CRB-6.

Browse the Boletim archive. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

2 Comments