Reflexão e pensamento sobre as casas da cultura

Data de publicação: 26/11/2012

Por Daniel Toledo

5° Encontro Estadual de Museus de Minas Gerais traz especialistas da área a Belo Horizonte

Em meio a diversas medidas recentes que têm contribuído para o amadurecimento da gestão da cultura em todo o nosso país, tem início hoje, no Museu Mineiro, o 5º Encontro Estadual de Museus de Minas Gerais. Conforme destaca a Diretora de Desenvolvimento e Ações Museais da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, Ana Maria Werneck, o encontro tem como principais objetivos o debate e a formação de profissionais relacionados ao campo do planejamento museológico.

“Desde 2009, o planejamento museológico tornou-se obrigatório para todas as instituições do país, conformando-se como uma espécie de plano diretor. Dentro desse conceito, estão questões relacionadas a gestão de pessoas, conservação de acervo, programas educativos, pesquisa, arquitetura e financiamento, dentre várias outras”, contextualiza Ana.

Para tanto, acrescenta, o encontro contará com as presenças de Maria Ignez Mandovani Franco e Cristina Bruno, duas profissionais de larga experiência na área da gestão de museus. “Neste encontro, optamos por privilegiar uma abordagem mais prática, associada a estudos de caso que podem servir como modelo e inspiração para os museus que ainda não trabalham a partir de planos e frequentemente enfrentam problemas por conta disso”, explica.

Entre os cem inscritos no encontro, que acontece hoje e amanhã, estão principalmente gestores de museus e estudantes de museologia – no Estado, o curso é atualmente oferecido pela UFMG e a UFOP. Além disso, Ana destaca grande equilíbrio entre participantes residentes na capital e no interior do Estado.

“Essa relação com os museus do interior, aliás, tem sido um foco importante das nossas ações nos últimos tempos. Temos procurado estar mais próximos desses museus e, para tanto, já programamos sete encontros regionais no próximo ano, além de outros três em 2014, cobrindo todas as dez regionais do Estado. Por meio desses encontros, garantimos a multiplicação das informações relacionadas a questões delicadas como financiamento e manutenção de acervos, entre várias outras”, relata Ana, em referência à atuação da Superintendência de Artes Visuais e Museus.

A partir de quarta, conta Ana, tem início, também em Belo Horizonte, outro importante espaço de reflexão sobre a gestão de museus. Trata-se do projeto itinerante “Conexões Ibram”, iniciativa do Ministério da Cultura que tem como objetivo o fortalecimento das relações entre os museus do país. “Durante este evento, haverá a assinatura de um termo de cooperação entre nós e o Ibram, garantindo que eles darão apoio às nossas ações de interiorização”, afirma.

Fonte: http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=216183,OTE&IdCanal=4

This entry was posted in Eventos. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: URL pra trackback.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*